Últimos assuntos
» [Dados] Licht
Sex Fev 22, 2019 8:08 pm por Dados

» [Cap.14] — Pinky Soul
Sex Jan 25, 2019 10:58 pm por Sammy

» [Dados] Logan Smith
Qua Jan 23, 2019 10:50 pm por Logan Smith

» [Ch.II] A Perseguição
Qua Jan 23, 2019 7:27 pm por Aegir

» [Box] Logan Smith
Qua Jan 23, 2019 6:21 pm por Logan Smith

» [M&T] Logan Smith
Qua Jan 23, 2019 6:01 pm por Logan Smith

» Utilidade — Reset
Qua Jan 23, 2019 2:15 pm por Z

» Dados — Victoria Montblanc
Qua Jan 23, 2019 11:58 am por Z

» Ficha Logan Smith
Qua Jan 23, 2019 11:05 am por Dados


[Cap.14] — Pinky Soul

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Qui Dez 20, 2018 11:40 pm

Pinky Soul
___Honey Island já estava no clima natalino, não nevava, mas ainda sim havia vários  enfeites de natal em volta de toda a pequena ilha. O clima era bem fresco e ao mesmo tempo tranquilo, o calor não era muito e o frio também não, a temperatura estava bem confortável.

Chegar em Honey Island tinha sido um grande desafio, na verdade viver toda essa aventura foi uma grande confusão. Eu poderia finalmente ajeitar a minha vida e seguir meu caminho, deixar de lado toda a experiência de Treinadora Pokémon e com isso abandonar também as criaturas que me acompanharam por todo este caminho. Seria algo que me desgastaria fisicamente e psicologicamente. Eu criei um grande laço com aqueles carinhas e não será nada fácil dizer adeus.

Ver que o Natal estava praticamente dando "olá" me animava completamente. Aquelas decorações natalinas me deixavam muito pensativa ao mesmo tempo inspirada para preparar meu próprio destino daqui para frente. A propósito Lickilicky estava bastante feliz com todas aqueles enfeites, ele tentava toca-los e os colocava em sua boca quando finalmente conseguia. Aquele trambolho rosa tinha conseguido amolecer meu coração, ele já era um grande amigo para mim, eu simplesmente o amava e só de pensar em abandona-lo já doía meu coração, eu precisava pensar mais sobre meu futuro que agora já estava bem próximo... poxa vida.

Com Honey Island completamente enfeitada e pessoas malucas, não tínhamos o que fazer a não ser nos juntarmos ao caos. Mergulhamos de primeira na maior multidão que encontrávamos, assim seguíamos de loja em loja em busca de presentes e enfeites para nosso próprio Natal, mesmo não tendo uma moradia fixa. A gente tinha pouco, na verdade tínhamos bem pouco, mas éramos felizes de montão.

Ainda era dia e o sol brilhava com força, cantigas rolavam e várias crianças corriam pelas ruas. Se quiséssemos construir nosso próprio Natal teríamos que correr bastante com o tempo, além disso gastar bastante dinheiro com toda aquela bagunça, mas pra falar a verdade, nem me importava, era Natal. Só de me divertir já cobrava tudo que gastaria.

__________________________________________________________
Valeu pela leitura!
[hideedit]


Última edição por Sammy em Qua Jan 16, 2019 7:48 pm, editado 3 vez(es)
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sex Dez 21, 2018 11:28 pm

Pinky Soul
___Viver toda essa aventura havia criado novas emoções em minha alma. Pude sentir toda a bravura de um Treinador, senti toda a compaixão de um Criador e também senti o amor de um Coordenador. Nunca tive interesse na área de Treino Pokémon, mas lutar por essas criaturas tinha me feito pensar de modo diferente... era uma sensação louca.

Yoshino, uma Treinadora Pokémon? Ou melhor Criadora? Seria isso possível? Logo eu, irresponsável, infantil e bobalhona? Colocar minha vida em frente a vida de outras criaturas, eu realmente iria me tornar aquilo? Cara... eu poderia estar ficando louca, mas eu queria isso, queria isso do fundo da minha alma e do meu coração.

__________________________________________________________

___Okay, acompanhar Lickilicky durante toda aquela confusão tinha sido bastante cansativo. Só que acabou sendo algo bem divertido tanto para mim quanto para ele. Sempre pensei que Honey Island era apenas uma ilhazinha pacata, mas na real, ela era um lugar até que maneiro. Aquelas ruas de ladrilho eram bastante rústicas, os prédios e as lojas eram todos bastantes movimentados, as decorações natalinas estavam lindas e coloridas. Resumidamente, era um lugar bem agitado.

Aquele trambolho rosa conseguia me seguir para todos os lados possíveis, ele entrava na multidão e empurrava geral. Aquela língua enorme fazia questão de passar em todo mundo que ficava em seu caminho, era como uma sirene no meio de uma avenida, todos iam abrindo espaço.

Honey Island estava movimentada, isso era óbvio. Mas ainda sim tínhamos várias tarefas pela frente, uma delas era encontrar o empreendedor que prometia empregos aos montes.

Passeávamos para cima e para baixo, da direita para a esquerda, seguíamos placas e ouvíamos informações. Só que mesmo assim acabávamos sempre nos perdendo no caminho. Realmente havia passado alguns minutos até que finalmente nos localizássemos e por fim encontrássemos o nosso destino, a grande Central de Criação Pokémon.

De primeira vista, o local era sim muito acabado mas mesmo assim possuía seu charme e claro um maravilhoso jardim. Pude logo notar a grande quantidade de estudantes e aspirantes a Criação Pokémon que iam e vinham de dentro da Central. Era uma visão que enchia minha cabeça com ideias, era inspiração de montão.

Existia boatos que o Empreendedor e a sua Empresa viviam ao lado da Central de Criação, ou seja estava bem próxima de um dos meus maiores objetivos. Só torcia para que meu novo emprego fosse algo animador e não se resumisse em uma sala com um computador.  

Com apenas uma observada rápida, pude ver que não existia nenhuma empresa ao lado da Central, a não ser que a empresa se resumisse em uma pequena loja de conveniências.

Era tudo bastante estranho, não havia homem ou empresa alguma, o que tinha se resumia em desanimo e falta de esperança. O que me restava era voltar para a entrada do grande estabelecimento, e assim começava a buscar alguma informação.
__________________________________________________________
Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sex Jan 11, 2019 6:01 pm

Pinky Soul
___Com toda aquela movimentação, tudo tinha se tornado bastante complicado. Eu precisava de alguma informação sobre aquele emprego e ainda mais sobre com o que eu trabalharia.

Com Honey Island em repleto caos, fomos obrigados a correr em uma direção aleatória. Todas aquelas pessoas doidas por dinheiro e compras natalinas estavam bloqueando nossa passagem e nos levando para um lugar desconhecido, era como um tsunami de consumidores malucos e cheios de grana. Com sorte, tínhamos conseguido sair do meio da confusão mas em contraparte estávamos em um beco estranho e claro.

O beco estava repleto de garotas e garotos estilosos com cabelos coloridos, era como se tivessem saído de um Cartoon ou algo do tipo. Eles eram maneiros e tinham bastante atitude, alguns até cantavam no maior ritmo. Dentre todos aqueles jovens acabei batendo o olho em um rapaz de cabelos cor de rosa, aparência até que meio fofa e sandálias estilosas. Ele era sim um gato, mas o que tinha me chamado a atenção mesmo era o que estavam em seu peito, um crachá.

Me aproximava do rapaz colorido e perguntava com um pouco de pressa — Hey! Bonitão! Onde você ganhou esse coiso? Eu preciso desse treco pra ter um emprego. — O maluco olhava para meu rosto assustado, fechava sua cara e respondia seco com sua voz fininha — Girl! Sua energia tá virada... Na real pra ser rápido e fecha logo esse papo, cê arranja esse crachá trabalhando e estudando no Quartel de Criação, ali. — O rapaz afeminado apontava para o grande prédio que estava praticamente do outro lado da rua.

Era ridículo não ter notado uma grande instituição bem na minha frente. O rapaz tinha estranhado tanto quanto eu, aquele rosto em choque e ao mesmo tempo debochado era de irritar qualquer um. Bem, ele ainda tinha um pouco de razão. Sendo assim, me despedia envergonhada e seguia em direção ao Quartel de Criação, no qual finalmente poderia descobrir as reais intenções daquela estranha empresa. Seja lá o que aquele Quartel fosse.

__________________________________________________________

Lickilicky estava bem mais obediente que o normal, o rosado parecia não se importar mais em caminhar tanto. Aquele linguarudo estava simplesmente me obedecendo sem se ou me irritar. Talvez ele tivesse amadurecido ou sei lá.

Tínhamos caminhado cerca de uns dez segundinhos até que finalmente havíamos chegado ao grande Quartel de Criação. De primeira o lugar parecia ser algo bem formal com um jardim espetacular cheio de flores que eu nem se quer conhecia. As decorações Natalinas deixava tudo ainda mais alegre. Era um lugar muito semelhante a um castelo e claro era extremamente grande. Tinha tantas pessoas lá, tantos pokémons, a energia no qual aquele ambiente transmitia era jovem e alegre, algo que combinava comigo querendo ou não.

__________________________________________________________
Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sab Jan 12, 2019 3:59 pm

Pinky Soul
___Bem, devíamos entrar naquele lugar o mais rápido. Tantas pessoas naquela instituição tornava a experiência ainda mais emocionante tanto para mim quanto para Lickilicky.

Aquele Quartel De Criação era tão bonito interiormente quanto exteriormente. O chão de madeira e as paredes de pedra deixava o local elegante e ao mesmo tempo rústico. Era uma grande combinação entre Pedregulhos e Tecnologia, tantas máquinas tantos gênios em um só ambiente me deixava maluca. Lickilicky observava tudo com atenção, ele escondia sua grande língua dentro de sua pequena boca e então passava a colocar todo o seu foco em um apetrecho de cores coloridas... era óbvio que uma hora ou outra ele comeria aquela invenção estranha.

Fomos observando cada pessoa e cada crachá possível até que finalmente encontrávamos um dos "Professores" daquela Instituição ou Quartel, seja lá como o povo chama esse espaço.

Um cara adulto estava se destacando entre a galera, além do seu crachá diferenciado, ele ainda tinha seu uniforme com cores mortas e aparência acabada. Era com toda certeza um professor ou um administrador, enfim ele era alguém importante que podia me passar algumas informações valiosas.

Me aproximava do velhote e me apresentava com o pouco de educação que ainda restava — Olá! Você por acaso é algo importante dentro desse lugar? —  Perguntei sincera sem muito reboliço. O homem colocava sua atenção em mim e se despedia rapidamente dos demais alunos que estavam ao seu redor — É... Sim, sou, creio que sou. — Ele parecia ser um cara engraçado e bem simpático, pude logo tirar as correntes da educação e passar para algo mais informal — Ah! Maneiro. Mas aqui, onde posso arranjar um emprego por aqui? Tipo, tinha um rapaz distribuindo empregos... pelo menos em Geonite City. — Já estava completamente cansada dessa história, só queria trabalhar e ajeitar minha vida de alguma forma. O cara apontava para uma sala próxima e explicava  — Acho que você deve procurar o Diretor de Criação, ele provavelmente está naquela sala... Emprego, não ouvi nada sobre isso. — Com toda certeza ele tinha sido de pouca ajuda, mas mesmo assim ele tinha tentado.

Segui junto de Lickilicky para a sala no qual acabei sendo informada, o linguarudo parecia estar quieto até demais mas por algum motivo ainda confiava naquele gorducho. Enfim, empurrava a porta de carvalho no qual me levaria para a estranha Sala do Diretor. Ao entrar naquele local parecia apenas uma sala comum com cadeiras e janelas grandes, além de claro alguns quadros. O estranho mesmo era um homem alto que estava sentado com as pernas para cima bem relaxado — Ei você é o Diretor? — Perguntei sem pensar duas vezes, o homem abriu seus olhos e se levantou com elegância e superioridade, ele vestia seu casaco vermelho rapidamente e nem notava que os botões de sua camisa estavam abertos — Sou sim, algum problema? — Antes mesmo que eu explicasse o motivo de minha vinda ele me interrompia com um pequeno sermão — Você não devia estar na Aula? As aulas de criação já começaram. — Uau, ele realmente bem chato como qualquer outro diretor mas de um modo ou outro eu ainda tinha que falar com ele — Calma ai! Eu preciso saber mais sobre essa proposta de emprego! — Mostrava para ele o velho folheto que eu havia pego logo no inicio de minha jornada, ele analisava tudo com precisão e logo dava a resposta  — Nah. Isso já é um folheto antigo... E mais são sobre vagas para uma Antiga Academia de Criação. — Que? É sério isso? Minha jornada inteira era apenas uma mentira? Um mal entendido?
Basicamente os sentimentos que eu sentia eram todos bem complexos, era uma tristeza que vinha acompanhada com um pouco de decepção e depressão, era como um combo de descontos três por um ou algo assim. Meu olhar animado logo sumia e era substituído por pesadelo tristonho, minhas pernas tremiam ao ponto de ter que me escorar sobre o corpo de Lickilicky. O meu único objetivo era conseguir um trabalho, encontrar um rumo... e eu falhei até nisso? Como eu posso ser tão tonta? Boba? Sem responsabilidade alguma. Ver aquele velho e ouvir aquela frase não fazia sentido, era como se todo o quebra cabeça fosse desmontado em minha frente... poxa.

Meus olhos estavam em lágrimas e meus braços tremendo, estava parecendo um bebê chorão. O homem olhava para mim bastante confuso, sua fisionomia arrogante logo sumia e ele se aproximava de mim — O que aconteceu? Sua pressão caiu ou sei lá? — Suspirei fundo e segurei minhas lágrimas por mais alguns segundos, Lickilicky me abraçava forte enquanto mantinha seus olhinhos fechados, vendo toda a cena armada não me aguentava literalmente jogava todos os meus sentimentos para cima daquele desconhecido — Velho! Eu passei por tanta coisa, conheci tanta coisa, senti tanta coisa... mas tudo isso pra nada? Sério? Que droga! — Era completamente frustrante e triste, eu só queria que tudo aquilo acabasse... eu não tenho nenhum interesse em pokémons, eu não escolhi essa vida. O homem olhava para Lickilicky e logo depois para mim, ele se levantava e seguia em direção a uma maleta em uma instante — Você quer ser alguém? Ter alguma vocação? Não ser um pedaço de pedra? Bem, eu tenho a resposta. — Ele abria a maleta e logo mostrava um ovo multicolorido — Cuide dessa criatura, seja lá qual ela for... E então, você será uma Criadora Pokémon! — Disse o diretor com um tom de comandante, ele era estranho mas pelo menos tinha me dado uma chance, coisa que poucos já me deram, mas ainda sim não podia aceitar — Senhor... eu não posso aceitar isso. Eu não sou uma Treinadora, Criadora ou seja lá o que você disse! Eu não tenho esse talento, essa paciência... — Ele gargalhava seco e apontava para Lickilicky — Hahaha! Você evoluiu um Lickitung! Fez um dos Pokémons mais idiotas se tornar um Lickilicky, um pokémon tão forte e tão idiota quanto! Tenha orgulho disso, você é uma Criadora Pokémon, acredite cabeça rosa você tem um dom! — Inspirador? Claro que era. Eu poderia me tornar o que eu mais temia? Bem, sim. Eu pulei de cidade em cidade, lutei com vários pokémons e treinadores, eu seria... eu era com toda certeza uma Criadora Pokémon, eu tenho certeza — Passa essa ovão pra cá! Chefe, você vai conhecer Yoshino Koharu, a melhor e maior Criadora do Mundo! Essa sou eu! — Limpava as lágrimas de meu rosto, me levantava do chão e olhava para Lickilicky, o gorducho também estava na maior energia.

Cuide bem deste pequeno ovo e poderá provar que é uma Criadora Pokémon. Sua verdadeira jornada pode começar aqui mas tenha em mente que ela já começou dias e dias atrás... é Natal, viva seus sonhos e faça deste ovo seu novo companheiro, assim como fez com este Lickilicky. — Ele finalmente entregava o estranho ovo em minhas mãos. Meu dever agora era cuidar daquele ovo pequenino, mas como faria isso? Bem, eu deveria aprender isso sozinha.

Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sab Jan 12, 2019 11:59 pm

Pinky Soul
___Era a primeira vez que eu recebia um objetivo concreto em minha Jornada Pokémon, eu poderia finalmente cuidar de um Pokémon Bebê e não tomar conta de um bando de adultos multicoloridos.

Saímos daquele Quartel com rapidez enquanto carregava aquele ovo com o maior cuidado. Com toda aquela correria quase me esquecia do Natal e toda sua diversão. Honey Island estava decorada e bem movimentada, podíamos finalmente nos divertir em meio todo o trabalho duro enquanto esperávamos aquele ovo dar algum sinal de vida.

A movimentação tinha acabado pelo menos no fim da tarde. As pessoas tinham ido para suas casas e poucas lojas ainda estavam abertas, em três ou quatro horas o natal estaria entre nós. Enfim, agora eu precisava focar no nosso natal. Preparar a maior e mais econômica festança possível com os meus Pokémons, assim formar o Natal perfeito gastando bem pouco.

Lickilicky estava bem animado com as luzes que ele via pelo nosso caminho, o linguarudo observava tudo com cuidado e ao mesmo tempo mantinha o foco no pequeno ovo do estranho Pokémon. A neve já estava começando ao mesmo tempo em que uma brisa aconchegante passava pelo corpo do gorducho e o fazia tremer de forma fofa.

Com um pouco de caminhada chegávamos a uma espécie de Taverna Natalina, no qual se especializava em bebidas feitas com mel e outros tipos de melado. O lugar não era muito bonito ou elegante, mas ainda sim tinha seu charme. O estabelecimento em seu exterior parecia um prédio de tijolos vermelhos e janelas acabadas, possuía três andares e provavelmente no ultimo alguém morava. Continuávamos nosso caminho e seguíamos atravessando o portão de madeira entrando de uma vez no bar.
A gente se sentava no primeiro banco que víamos e então tocávamos a campainha que estava em nossa mesa, de repente uma mulher muito bonita corria até nós e logo nos atendia com muita educação — Olá, boa noite e um feliz natal! Sejam bem vindo aos Chifre do Stantler, aqui funcionamos qualquer dia e qualquer hora... — Ela realmente tinha uma aparência muito bonita e cabelos que me dava inveja, além de claro peitões que eu nunca tive. Aquela moça era bastante educada e parecia estar querendo apenas ganhar uma grana assim como eu — Ah! Oi! A gente queria um desse Melado de Lum! — Ao ouvir a palavra "Melado" Lickilicky ficava louco e praticamente saltitava da cadeira — Certo, vou preparar o Mel e então trago. — Ela voltava para a bancada e então começava a preparar a bebida com rapidez.

O ovo ainda estava parado e ao mesmo tempo quente, vê-lo se mexer de pouco em pouco em meu colo era algo fofo e me fazia sentir um tanto quanto responsável. Aquele ovo era bastante interessante e ao mesmo tempo muito, muito fofo. Lickilicky também parecia estar interessado com o pequenino, ele observava aquele ovão com atenção e as vezes o tocava com sua língua. Provavelmente o linguarudo já sabia o que iria nascer dali, enquanto eu estava lotada de curiosidade.

Aquela Taverna estava bastante confortável para nós, esperávamos quietinhos em nossa mesa a bebida no qual Lickilicky tanto queria. Aproveitava o momento calmo para liberar e colocar o papo em dia com um dos meus parceiros esquecidos, um dos que eu não usava a muito tempo. Recolhia a sua esfera da minha bolsa e a liberava no ar, então Raticate aparecia sonolento e bocejando — Epa! Ratão! Saudades de você. — Me levantava da cadeira rapidamente e então abraçava o dentuço com amor. Ele grunhia de felicidade e se esticava, já que não tinha saído da sua Pokéball a tanto tempo.

O trio de bobocas conversava entre si, enquanto tomávamos conta do ovo que agora se mexia com ainda mais frequência.
Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sex Jan 18, 2019 8:24 pm

Pinky Soul
___Aquela energia era tão familiar, tão aconchegante. Ver todos rindo e se divertindo trazia para gente um sentimento incrível. Era como se o Natal estivesse nos envolvido com muita alegria.

A garota do melado corria em nossa direção carregando dois grandes copos de Melado Lum, e então os colocava em nossa mesa. Ela agradecia por nossa preferência, recolhia o dinheiro e voltava para a bancada.

Ficámos conversando e zoando por mais um tempo, até que finalmente resolvi olhar para a janela notando que a noite já estava próxima. Ver que as pessoas de Honey Island já estavam se preparando para o Natal me deixava um tanto quanto triste e ainda por cima com saudade dos meus familiares.

Enfim, me levantava da cadeira levando comigo o ovo colorido, tornando a deixar Raticate e Lickilicky sozinhos. Fui até o lado de fora reparando as diversas cantigas natalinas vindo por todas as partes. A cena era sim muito bonita e enchia meu coração de sentimentos fortes, mas ainda sim continuava saudades.

Com tantos sentimentos logo me esquecia do que estava em mãos, o ovo estranho. Aquela coisa estava se mexendo ainda mais forte ao mesmo tempo que fazia sons ocos. Ele estava praticamente chocando... qual pokémon sairia daquela aberração? Eu descobriria logo.

O topo do ovo se quebrava e a casca caia sobre o chão, do nada um cachorro orelhudo e com a cauda melada de tinta aparecia. Ele colocava sua língua para fora e grunhia dando saudações "Smeargle".
Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Sammy em Sex Jan 25, 2019 10:58 pm

Pinky Soul
___O pequeno Pokémon conseguia me animar completamente. O cãozinho dançava de um lado para o outro enquanto balançava sua cauda com energia. Eu ainda não conhecia aquela espécie, vê-lo me deixava animada e ao mesmo tempo bastante feliz — Uau, você é tão pequeno... como você se chama? — Ele olhava para o meu rosto e colocava sua língua para fora, de um momento para o outro seu rabo escorria tinta, no qual ele usava para escrever seu próprio nome — Sm-smear...gle... Smeargle! — Era complicado ler aquilo mas finalmente conseguia com um pouco de esforço.

Smeargle era curioso, ele observava a paisagem escura ao seu redor com medo e animação. Ele olhava para a lua e apontava sua cauda para mesma, ele tentava tocar o grande astro mas obviamente não conseguia, era um bichinho inocente que acabava de chegar ao mundo. O cão pintor dava seus primeiros passos em uma direção aleatória e então se virava para mim, ele colocava sua língua para fora e sorria tímido — Você é bem danadinho e esperto, vai conhecer o mundo inteiro. — Me aproximava daquele carinha e o colocava em meu colo, com um braço o segurava e com o outro recolhia uma das minhas várias Pokébolas que estavam em meu bolso. Com a esfera em mãos, a pressionava sobre a testa do pequenino e assim a ferramenta o engolia rapidamente, bem, Smeargle tinha sido "capturado" de primeira. Ele queria ficar comigo.

Aquele era sim um momento de bastante alegria para mim, mas ainda sim os sentimentos fortes envolviam minha mente com pensamentos estranhos. Tentava fugir daquela sensação estranha caminhando entre o matagal de Honey Island.

Toda aquela saudade vinha de minha família e claro do Natal. Passar pela primeira vez uma época tão festiva longe dos meus familiares era difícil e eu simplesmente não conseguia encarar aquilo. Passei a andar mais depressa ignorando por completo todo o cenário em minha volta, ignorava as árvores, as criaturas e também a escuridão. Só queria que aquele sentimento de culpa e saudade saísse de minha cabeça.

---- Pude ver que estava longe até demais da cidade de Honey Island. Eu não sabia onde tinha ido parar, estava em uma espécie de clareira envolvida por diversas frutinhas vermelhas que de alguma forma pareciam me encarar. Aquela grama alta e escuridão de alguma forma faziam que eu ficasse louca, frutas com olhos? Isso não existe.

Por fim com um pouco de coragem me aproximava de uma daquelas coisinhas estranhas e então colocava minha mão cuidadosamente sobre a pequena folha em sua casca... bem, tinha sido um grande erro. A fruta simplesmente saltava da moita e então se revelava com uma criatura estranha.
Valeu pela leitura!
Sammy
Feminino
Mensagens : 574

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.14] — Pinky Soul

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum