Últimos assuntos
» Ficha de Personagem - DKarlPM
V — Festival EmptySab Abr 25, 2020 11:58 am por DKarlPM

» Apresentação DKarlPM
V — Festival EmptySab Abr 25, 2020 10:11 am por DKarlPM

» [Parceiro] Bulba RPG
V — Festival EmptyQui Abr 02, 2020 8:10 am por L Mars

» I — Botanical Gym [Vs. Orion Woodridge Calmont]
V — Festival EmptyDom Out 13, 2019 1:29 pm por Orion

» [Dados] — Boochi
V — Festival EmptySab Out 12, 2019 9:28 pm por Dados

» #05 — Aurille News
V — Festival EmptySab Out 12, 2019 9:23 pm por Sammy

» Notas de Atualização — Patch 5.0
V — Festival EmptySab Out 12, 2019 11:59 am por Orion

» IV - Brisa Suave...
V — Festival EmptySab Out 12, 2019 11:30 am por Orion

» I — Naufrágio Exagerado
V — Festival EmptySab Out 12, 2019 11:20 am por Orion


V — Festival

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

V — Festival Empty V — Festival

Mensagem por Eric P. Haylock em Sex Jul 19, 2019 12:52 pm


Eric P. Haylock
Drache Town
7:02 Manhã

Assim que sai do centro Pokémon apressei o passo para chegar no centro da cidade o mais rápido possível. Havia ouvido alguns outros treinadores que comentavam que estava rolando um festival local, aonde os moradores estavam vendendo itens valiosos, exibindo seus dons culinários e se eu fosse rápido o suficiente, poderia participar do torneio amador que iria ocorrer naquela tarde. Os melhores treinadores da cidade já estavam na fila para se inscrever e, definitivamente, eu não poderia perder aquela oportunidade de batalhar contra os melhores da cidade.  
Bem, devo dizer que eu estava bem apreensivo com a ideia de estar rolando um festival em meio dos escândalos envolvendo os Pokémon gama, mas eu estava tentando não me preocupar tanto com isso. Eu estava em uma cidade, então definitivamente os policiais já estavam de prontidão e o representante local também deveria ter sido avisado dos incidentes.  
O torneio aconteceria as duas da tarde, ainda eram seis e meia da manhã então daria tempo de eu caminhar pela cidade, conhecer coisas novas e até mesmo se tivesse sorte, iria treinar um pouco a Viola — a única Pokémon que encontrava-se comigo no momento — e talvez capturar algum selvagem para me ajudar.
Assim que cheguei no local, a fila já estava cheia de pessoas e quase virando o quarteirão. Demorou aproximadamente mais vinte minutos para que chegasse minha vez. Preenchi meus dados na ficha e, quando disse que eu já havia uma insígnia, os treinadores atrás de mim ficaram apaixonados pelo meu feito. Me perguntavam diversas coisas, se havia sido difícil, qual foi minha estratégia durante o combate. Fiquei lisonjeado.  
Conversei com uns garotos por aproximadamente dez minutos e depois me despedi, pois havia outros objetivos na cidade antes do torneio.  
Eric P. Haylock
Eric P. Haylock
Masculino
Mensagens : 733

Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Aegir em Sex Jul 19, 2019 3:06 pm

Desafios
Escolha dois dos quatro desafios




Tudo Normal por Aqui


Enfrente ao menos dois Pokémon V — Festival 3353791043 sem efetuar captura deles.



Recompensa:
+1 Nivel
2x Normal Gem

Olhos Atentos


Um dos curiosos jovens que percebeu a insígnia de Eric ficou seguindo-o ao longo das ruas de Drache na esperança de conseguir algum desafio. É muito tímido, mas a sua atitude é certamente assustadora. Se quiser, desenvolva algum encontro com ele. O jovem aparenta ter algum pokémon do tipo V — Festival 1942266630 grudado em suas costas.


Recompensa:
+1 Nivel
1x Potion
200 PokéCoin

Cogumelomaníacos
★★


No festival de Drache existe uma famosa barraca de um casal de comerciantes que preparam quitutes a base de cogumelos comestíveis bastante apreciados pela população daqui. É dito que eles oferecem um serviço especializado para clientes que fizerem pedidos peculiares.

Pague 300 PokéCoin por um lanche e ganhe direito a batalhar com um deles. Independente se for o homem ou a mulher, nesse pedido eles usarão um Paras contra você. Coma o lanche, vença a batalha e receba deles 2x Tiny Mushroom.

Ou;

Pague 600 PokéCoin por dois lanches e ganhe direito a uma batalha contra a dupla, usarão um Paras e um Parasect. Coma os lanches, vença a batalha e receba 1x Tiny Mushroom e 1x Big Mushroom.




Recompensa:
+2 Niveis (Independente do pedido)

Ursos sem curso
★★


Uma dupla de ursinhos malandros, Teddiursa e Cubchoo respectivamente, estão aproveitando o fervor do festival para causar intrigas entre as barracas e os visitantes. Perseguem principalmente aqueles que estão sobre posse de algum alimento. Dito isso, as Honey na mochila de Eric certamente que possuem um cheiro atrativo para esses dois, assim a dupla não vai medir esforços para tomá-las de você. Desenvolva um enredo a partir disso, encontre, derrete-os, em seguida escolha APENAS UM para capturar... se quiser.



Recompensa:
+2 Niveis
x1 Lum Berry + 1x Normal Gem(Se capturar o Teddiursa);
1x Sitrus Berry + 1x Ice Gem (Se capturar o Cubchoo)
Aegir
Aegir
Masculino
Mensagens : 341

Avaliador

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Eric P. Haylock em Dom Jul 21, 2019 4:29 pm


Eric P. Haylock
Drache Town
7:38 Manhã

Acabei optando por continuar caminhando por um caminho mais distante do centro da cidade, como meu objetivo era encontrar mais alguns selvagens para enfrentar antes do torneio, afinal eu não tinha certeza se apenas Viola conseguiria dar conta de quase meia dúzia de combates sozinha. Mesmo se eu não encontrasse algum Pokémon para capturar, ao menos eu estaria treinando minha companheira antes do torneio do festival.
Sendo assim, segui a minha caminhada por uma estrada pedras abandonada da cidade. Todos os prédios e casas naquele lugar estavam abandonados e era visível que aquele cantinho da cidade havia sido abandonado a muito tempo. A chuva havia corroído os muros que a cercavam, diversos troncos de arvores estavam caídos pela travessia, tornando um pouco complicado caminhar por aquele lugar. Entretanto, era toda essa destruição que tornava o local ainda mais curioso e, pelo meu ponto de vista, mais propício a ser um lar de Pokémon selvagens.
Usei minha mão para ganhar equilíbrio enquanto atravessava por alguns troncos caidos e retorcidos. Estava sendo divertido explorar aquelas áreas, mas até o momento eu não havia encontrado nenhuma alma viva que pudesse batalhar.
Estranho, talvez?
Definitivamente eu não esperava encontrar nenhum treinador por aquele local, afinal estava rolando um grande festival na cidade e apenas deduzi que ninguem iria ser louco o suficiente — como eu — para explorar uma parte tão remota e esquecida da cidade de Drache em pleno festival. Maioria das pessoas estava no centro da cidade, ouvindo a musica local, aproveitando as comidas nas barraquinhas improvisadas e fazendo batalhas e competições de beleza nos varios palcos construidos no local do evento.
Mas não encontrar nenhum Pokémon era algo, no mínino, inusitado.
E foi neste momento que toda minha atenção foi atraida por um grito abafado.
Finalmente!

Viola, me acompanhe! Precisarei da sua ajuda por aqui. — disse enquanto lançava a esfera bicolor da criatura para o alto. O dispositivo abria-se em um piscar de olhos, liberando aquela energia esbranquiçada que materializava a borboleta acizentada. Ela parecia feliz em me ver, sorrindo com seus grandes olhos. — Fique atenta, garota. Provavelmente batalharemos com algum selvagem e quero você bem esperta para o combate, okay?

A borboleta assentia balançando a sua cabeça e prosseguimos caminhando sorrateiramente pela estrada de pedra, seguindo a origem do som. Espreitei por trás de um muro e me horrorizei com a cena que presenciei. Era terrível, mas depois de tantas coisas loucas acontecendo recentemente, parecia que coisas desse tipo estavam se tornando mais comuns e aceitáveis para mim.
Um homem com vestimentas pretas, muito parecidas com aquelas usadas pelo maniaco da ponte arrastava diversos Pokémon para dentro da caçamba de uma caminhonete branca. Maior parte deles estava desmaiado, feridos, com coleiras, amarras e amordaças. Ao seu lado, um enorme Pokémon que era controlado por uma coleira. Definitivamente estávamos falando de um gama, mas ele estava tão tranquilo que não parecia nem um pouco com os caóticos que eu havia enfrentado anteriormente. Contudo, com certeza aquela coleira era responsável por mantê-lo no controle.

Merda.

Eu não esperava encontrar um gama aqui na cidade, ainda mais em pleno festival. Ainda me preocupava com Viola, que nunca havia enfrentado um antes. Acho que havia sido uma péssima ideia ter deixado todos os meus Pokémon em casa.
Puxei a Pokédex de meu bolso, silenciando o volume do aparelho para que eu minha presença não fosse denunciada. Apontei o dispositivo em direção da criatura e, em seguida, suas informações apareciam no ecrã da tela: Pangoro. Tratava-se de uma espécie originaria da região de Kalos, mas como esperado, tratava-se de um gama. Seus músculos estavam pelo menos do dobro de seu tamanho normal, seus olhos estavam vazios e totalmente inexpressivos.
O homem colocava o último selvagem amordaçado dentro do carro, provavelmente havia sido a criatura que havia gritado e chamado a minha atenção, visto que dentro todos era o único que ainda parecia consciente do que estava ocorrendo. Se não fosse por ele, eu e mais ninguém teria encontrado o paradeiro deles.

Eu não podia ficar parado sem fazer nada.

Viola, Stun Spore no Pangoro agora. Temos que imobiliza-lo primeiro antes que coisas piores aconteçam. — sussurrei, ela assentia com a cabeça.

A borboleta não hesitava em sobrevoar a caminhonete, atraindo a atenção do homem vestido de preto que parecia interessado em minha companheira. Entretanto, Beautifly não perdia tempo e balançava suas grandes asas liberando um pólen de coloração amarelada. O homem desviava a tempo, não sendo pego pelo pó com propriedades paralisantes, mas aquele enorme gama era atingido. Menos mal, pelo menos não iriamos enfrentar aquele cara e o gama ao mesmo tempo, assim conseguiremos arranjar tempo o suficiente para conseguir salvar os Pokémon e sair correndo dali e procurar por ajuda.

vs. Team Eclipse Grunt

Quem você pensa que é? Beautifly filha da puta, não vou deixar você interromper meus planos na cidade! Mightyena, para fora agora! — o homem ousava em xingar minha companheira e, em seguida, lançava uma esfera azulada para o alto, no qual liberava uma criatura negra com olhos que expressavam perigo. A criatura quadrupede rosnava para Beautifly, então não pude deixar de me revelar.
Eu só queria saber quem são vocês cara... Aonde vocês estão sempre ocorre um grande caos e, definitivamente, vocês estão envolvidos com todos esses casos de gamas espalhados pela região. — disse, saindo de tras de meu esconderijo. O homem parecia surpreso ao saber que estava sendo espionado, mas não deixou de esboçar um sorriso assustador em seu rosto.
Um pirralho querendo se intrometer nos meus objetivos? Saiba que você não saira daqui vivo e, quando tudo isso terminar, terei o prazer de levar a Beautifly e garantir que ela será uma ótima gama para nossa coleção. — disse, dando uma breve pausa. — Mightyena, comece usando o Howl e em seguida, Bite!
Viola, levante voo para não ser atingida! Use o seu Stun Spore nele e prossiga com o Gust!

A hiena fazia com que seus músculos ficassem mais resistentes e fortes ao permitir que uma aura avermelhada percorresse por todo seu corpo. Ele rapidamente corria e tentava pular para pegar minha companheira, mas não obtinha sucesso graças ao rápido reflexo de Viola para levantar voo e balançar suas asas para liberar mais uma vez aquele pólen paralisante. A hiena era atingida com êxito e isso me daria uma grande vantagem em combate, visto que sua movimentação estaria debilitada.
Viola prosseguia balançando suas asas novamente, fazendo com que uma poderosa corrente de ar lançasse o ser negro para trás, causando um dano aceitável, mas de longe seria o suficiente para derrubar o tal Mightyena.

Um duplo Dark Pulse agora mesmo, não deixe esse pozinho te incapacitar!
Desestabilize ele usando mais um Gust, não permita que ele ataque! Em seguida, use o seu Absorb para revitalizar suas energias!

Viola permitia que Mightyena começasse o turno, liberando uma energia sombria de seu corpo. Entretanto, Viola aproveitava-se da concentração da criatura para lançar mais uma poderosa ventania. Como o adversário estava concentrado em executar o movimento com êxito e os polens paralizantes tomavam conta de sua pelugem escura, a ventania foi forte o suficiente para desestabilizar a criatura e fazê-la cair no chão. Devido a paralisia, o ser sombrio não se movimentava naquele turno, permitindo que minha companheira sugasse um pouco de suas energias ao liberar pequenas esferas esverdeadas no campo de batalha, nas quais prendiam-se no corpo da criatura, roubando sua vitalidade.

Levanta logo, merda de Pokémon imprestável! Use o seu Dark Pulse, salte o mais alto que conseguir e esmague essa borboleta com o seu Bite! — o homem gritava, eu podia sentir que ele já estava sendo tomado pelo desespero de perder o combate.
Ganhe distância voando e assim, ataque com um duplo Gust e mantenha ele bem longe de você! — vociferei.

Mightyena levantava com muita dificuldade, reunindo toda a matéria escura que seu corpo emanava em frente de sua boca, lançando uma esfera contra a corpórea de Viola, que infelizmente não conseguia desviar a tempo. Entretanto, ela não perdia tempo para balançar suas asas mais uma vez, liberando aquela mesma ventania poderosa que mantinha a hiena no chão, impedindo que ela executasse o movimento seguinte. Viola prosseguia com o movimento, fazendo pressão o suficiente para que Mightyena fosse preso contra o solo.

Inferno de Mightyena inútil! Pangoro, faça alguma coisa! — o homem recolhia o seu Mightyena de volta para a sua Pokébola ao ver que a criatura não seria capaz de vencer o combate, e corria o mais rapido que podia em direção a cidade, abandonando a caminhonete. Tentei acompanhá-lo se não tivesse sido enfiado em um problema ainda maior: o homem apertava em um controle remoto um enorme botão vermelho que liberava Pangoro de sua colheira. Os olhos da criatura eram tomados por uma expressão raivosa e totalmente sem controle. Pangoro rugia o mais alto que podia, não hesitando em dar um poderoso soco na caminhonete ao seu lado, amaçando a carcaça do carro e fazendo com que algumas jaulas dos Pokémon presos voassem alguns metros de distância.

Eu estava encrencado.
De novo.
Mais um gama.

Merda.
Eric P. Haylock
Eric P. Haylock
Masculino
Mensagens : 733

Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Sailor em Dom Jul 21, 2019 10:41 pm

Atualização
Eric
Viola é esperta, e Eric consegue usar isso muito bem, se continuar assim vai ser um Beautifly que veremos no Hall da Fama eim kkkkk.

PRÊMIO
Premiação aqui.
+2 Níveis (Beautifly);
1x Rainbow Shard;
320 ienes;
+1 Ponto de Evento (Vs Grunt)

V — Festival 267
Beautifly subiu ao nível 16.
Sailor
Sailor
Masculino
Mensagens : 97

Avaliador

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty á é í ó ú

Mensagem por Eric P. Haylock em Qua Jul 24, 2019 1:44 am


Eric P. Haylock
Drache Town
7:45 Manhã

No exato instante que a coleira da grande criatura caia no chão, os seus olhos voltavam a expressar apenas ódio e fúria que os famigerados Pokémon gama possuíam. Meu corpo todo gelou e tremeu quando presenciei os grandes punhos da criatura sendo utilizados para lançar a caminhonete branca ao seu lado a alguns metros de distância, fazendo com que algumas jaulas que prendiam os Pokémon selvagem fossem lançadas também.
Beautifly estava assustada com o tamanho da criatura e por causa de sua agressividade. Se eu me lembrava bem, a Pokédex havia me avisado que aquelas criaturas eram naturalmente conhecidas por serem fortes e violentas, mesmo que não utilizassem essa sua força para atacar seres menores... Bem, estávamos falando de um gama, um ser modificado, violento. Eu duvidava que naquele momento a criatura não iria contra sua natureza, ele não estava pensando com clareza e estava sendo movido apenas o sentimento de ódio.


V — Festival Pangoro
V — Festival 1731508445 V — Festival 1677461242
Pangoro, o Pokémon Assutador. Apesar de serem Pokemon grandes, fortes e violentos, não toleram qualquer tipo de bullying feitos com espécies menores e mais fracas. Ele usa a folha em sua boca para captar os movimentos de seus adversários.

Eu nunca iria perdoar as pessoas que fizeram esses Pokémon sofrerem todos esses danos por causa de um objetivo desconhecido, mas definitivamente era algo fútil e nada justificaria tudo que eles fizeram.

A criatura não pensava duas vezes e deixava os seus instintos tomarem controle de suas ações: em um piscar de olhos ele partia para cima de mim, com o seu punho brilhando em uma coloração esbranquiçada. Engoli seco, pois já preparava receber aquele soco e sentir todos os meus ossos quebrando em um piscar de olhos, mas infelizmente fui salvo no último momento por Viola, que entrava em minha frente.
Minha companheira era lançada a alguns metros de distância e não hesitei em correr atrás dela, ajoelhei-me e apanhei-a em meus braços. — Garota, tá tudo bem com você? — Deslizei meus dedos sobre suas asas, que estavam levemente machucadas. Ela assentiu com a cabeça que estava bem, mas eu sabia que aquela batalha iria ser difícil tanto para mim quanto para ela... Eu queria tentar ter forças para correr para longe dali, mas atrair aquela criatura para o centro da cidade ia ser mil vezes pior.
Suspirei fundo, já estava ficando exausto de enfrentar aquelas criaturas fortes e modificadas. Eu não me sentia forte o suficiente para essas coisas e parecia que toda vez que eu ficava cara a cara com um, eu sentia que minha vida poderia acabar a qualquer momento. Não estávamos apenas batalhando, pois, aquelas criaturas não tinham noção do seu poder e agressividade. Pryce quase havia sido engolido vivo por aquele Houndoom, aquele Drifiblim quase destruiu toda a ponte com diversas pessoas.

Não era um treinamento.
Não era uma mera batalha.
Era uma luta por sobrevivência.

Você ainda consegue lutar, Viola? — no mesmo momento que eu perguntei, a borboleta levantava voo, assentindo com a sua cabeça. Eu sabia que ela estava debilitada, mas ela não iria deixar de batalhar por isso. — Otimo, vamos precisar que você dê o seu maximo aqui!

vs. Gama Pangoro

Viola, sobrevoe ele e use o seu Stun Spore de novo! Aparentemente o anterior não surtiu tanto efeito quanto eu esperava! Em seguida, use o Absorb pra você se recuperar dos danos causados! — ordenei, com a voz trêmula. Algo me dizia que aquele Pangoro ia ser muito pior comparado os outros dois alfas que eu tinha enfrentado.

A borboleta não demorou para levantar voo de novo, balançando suas longas e majestosas asas de forma que todo aquele pólen amarelado fosse espalhado no campo de batalha. Dei um pulo para trás para que não fosse pego pelo pó paralisante, que por pouco não caia sobre o meu braço. Pangoro não tinha a mesma sorte que eu, recebendo todo o banho paralisante em seu corpo. Mesmo assim, a criatura ainda parecia ser tão amedrontadora quanto antes, rugindo o mais alto que conseguia. Acho que assim como eu, Viola havia sentido a aura daquele Pokémon fervendo em ódio e destruição.
Definitivamente não iriamos deixar ele sair daqui.
Devido às propriedades paralisantes do movimento anteriormente utilizado, Pangoro ficava imóvel no campo de batalha, aonde apenas sua respiração pesada podia ser ouvida. Assim, Viola não demorou para criar diversas esferas esverdeadas de tamanhos variados, que se prendiam na pelugem bege e preta da criatura, sugando um pouco de sua vitalidade e revigorando a de Viola. Eu acreditava que a cura não seria o suficiente para curar Viola ao máximo, mas permitiria que Viola aguentasse mais alguns turnos.
O pólen desta vez não surtia efeito e o grande panda usava seus grandes punhos negros para desferir um poderoso tapa contra Beautifly. A borboleta acabava se desequilibrando no ar, perdendo o ritmo do voo e cambaleando por alguns breves segundos.

Voar perto do Pangoro não nos trará nenhuma vantagem, Viola! Prossiga atacando do mais alto que você conseguir, assim estará imune aos movimentos dele! Consiga distância e ataque com um duplo Gust! — vociferei. A melhor opção era manter distância de um Pokemon que, ate o momento, havia apresentado movimentos fisicos que precisavam de uma proximidade minima de seu alvo para acertar. Se Viola conseguisse ficar longe dele, teriamos claramente uma vantagem.

Minha companheira concordava com o que eu havia dito, levantando voo e ficando o mais longe que conseguia de Pangoro. O Pokemon novamente fazia com que seu punho brilhasse naquela tonalidade esbranquiçava e tentava executar um salto, mas falhava na tentativa de acertar minha companheira, que felizmente havia conseguido atingir uma altura inalcançável. Feito isso, aproveitava para balançar suas asas o mais rápido que conseguia parar gerar uma forte ventania que causava grandes danos no lutador.
Ambos repetiam os movimentos utilizados, mas diferente de Viola, o Pangoro mais uma vez valha miseravelmente em errar o seu movimento. A ventania novamente atingia o panda, que já mostrava estar ficando mais irritado do que já estava graças a vantagem aérea de sua adversaria.

Seus olhos foram de encontro com os meus.
Se não poderia atingir Viola, iria tentar derrubar o unico oponente que poderia atingir: eu.

O grande panda começava a correr em minha direção com o seu punho brilhando de novo, preparado para me atingir. Viola tentava intervir novamente, mas o ser utilizava o seu outro braço para interceptar a borboleta, tacando-a no chão. Ele não parecia que iria parar por nada.

Merda.

Minhas pernas pareciam ter decidido não se mover, eu de novo estava imóvel por causa do medo. Minha cabeça gritava para eu correr, vendo aquela criatura enorme vindo em minha direção com o seu punho brilhando. Se eu não saísse dali, eu iria acabar morrendo!

Hyper Beam.

Dorothea.
Não tinha como eu esquecer a voz de Dorothea depois dela ter me salvado em Honey Island. Olhei para trás e lá estava ela, com um sorriso confiante em seu rosto e o seu poderoso e ameaçador Scizor. A criatura avermelhada abria sua garra metálica, liberando uma poderosa rajada esbranquiçada que sobrevoava o campo de batalha, dando de encontro com o peito negro de Pangoro. O panda urrava de dor, mas ainda sim mantinha-se de pe, diferente da ultima vez que havia sido utilizado, aquele Hyper Beam não seria o suficiente para derrubar aquele gama. — Viola, levanta-se e ajude com o seu duplo Gust! — gritei o mais alto que consegui, não podiamos desperdiçar aquela oportunidade que fora nos dada.
A borboleta movia-se rapidamente, levantando voo antes mesmo que Pangoro pudesse reagir. Felizmente o polen paralisante fazia efeito, dando a oportunidade que precisavamos: Viola utilizava as suas asas para gerar aquela mesma ventania, enquanto Scizor movia-se rapidamente pelo campo de batalha, desferindo um soco usando suas garras contra o queixo da criatura.
Desmaio.
Dorothea corria rapidamente em direção da criatura, aplicando aquele mesmo sedativo que havia colocado no Houndoom de Honey Island. Em seguida, utilizava um aparelho que criava uma especie de corda eletrica, o suficiente para manter o Pangoro desmaiado sob controle.

Você me salvou de novo, Dorothea. Obrigado por tudo, de verdade. Acho que eu não seria nada se você não tivesse aparecido. — disse, sorrindo de forma um pouco desajeitada. Definitivamente eu não daria conta daquele Pangoro, mas ainda sim estava chateado por não ter conseguido me virar sozinho.
Que nada garoto, você conseguiu enfraquecer ele bastante. Afinal, eu so vim ate Drache pois ouvi que um garoto derrotou um Driflibim descontrolado na ponte de Draney, acreditei que fosse você então vim aqui conferir se estava tudo bem, aparentemente cheguei, de novo, na hora certa. — ela dizia, enquanto recolhia Scizor para a sua devida Pokébola. Ela acabava dando um tapa em minhas costas, como se estivesse tentando me encorajar, mas na realidade havia doído muito. — Soube que vai ter um torneio no festival aqui da cidade e acabei vendo seu nome na lista de inscritos... Vou terminar os assuntos com esse grandão aqui e vou ficar por aqui um pouco, que tal nos encontrarmos mais tarde?
Por mim, tudo bem! Eu vou passar no centro e pedir para cuidarem da Viola. Mais tarde podemos nos encontrar no centro da cidade, tudo bem? — Dorothea me respondia apenas assentindo com a cabeça, então apressei-me para recolher Viola para sua devida Pokébola e rumei em direção ao centro Pokémon da cidade.
Eric P. Haylock
Eric P. Haylock
Masculino
Mensagens : 733

Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Aegir em Qua Jul 24, 2019 12:01 pm

Atualização
Eric
Que batalha intensa! Deu pra sentir toda a adrenalina e desenvolvimento da Viola, acredito que essa borboleta vai longe! Pangoro não foi um desafio fácil, a ajuda de Dorothea veio bem a calhar no final. Dorothea o mundo é seu!

PRÊMIO
V — Festival 267
+2 Níveis
Subiu ao Lv 18
Aprendeu Morning Sun
40% - Razoável

Eric recebeu:
1x Rainbow Shard
1x Soda Pop (Sorteio)
+3 Pontos de Evento

Favor, postar o link da batalha no topico do evento e reclamar os pontos.
Aegir
Aegir
Masculino
Mensagens : 341

Avaliador

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Aegir em Sab Jul 27, 2019 7:45 pm

Atualização
Eric
Rota Finalizada!


PRÊMIO
V — Festival Antidote
Obteve 1x Antidote via Despojo
Aegir
Aegir
Masculino
Mensagens : 341

Avaliador

Voltar ao Topo Ir em baixo

V — Festival Empty Re: V — Festival

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum