Últimos assuntos
» [Cap.13] — Adventures of a Pink Yarn
Ontem à(s) 11:17 pm por Sammy

» [Publicidade] - Somos Mugiwara
Ontem à(s) 10:48 pm por The Kick Man

» Dados — Yuki Asahina
Ontem à(s) 10:34 pm por Janna

» BOX — Yuki Asahina
Ontem à(s) 10:30 pm por Janna

» Bolsa — Yuki Asahina
Ontem à(s) 10:11 pm por Janna

» PokéStop ou Adedanha Pokémon
Ontem à(s) 10:02 pm por Apollo

» Descrição — Monsoon Hall
Ontem à(s) 9:54 pm por Apollo

» 01 - Monsoon Hall
Ontem à(s) 9:50 pm por Apollo

» [Cap.12] — Argent
Ontem à(s) 7:19 pm por Hermes


#3 - Chamas Amaldiçoadas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

#3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Mathito em Sex Jun 22, 2018 3:46 pm


#3 – Chamas Amaldiçoadas

3 p.m. - Ensolarado

Caminhava calmamente entre as árvores da rota oito quando recebi o comunicado do governo relatando os eventos estranhos e incêndios causados pelos habitantes da floresta scorched. Não importando o motivos, eles convocavam treinadores de Pokémon para ajudá-los a conter os incendiários, custeando ainda a ida para a cidade mais próxima da floresta.

Já avistava uma horda vindo em minha direção, quando decidi ajudar. Por mais que eu estava com apenas tipo Gelo, alguma coisa poderia fazer para amenizar tanto calor.

Esperei até que um helicóptero veio e nos levou até Miskin Town, onde pudemos ter acesso a rota que abrigava a floreta e consequentemente aqueles Pokémon...




avatar
Mensagens : 53

Perfomer
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Mathito em Sab Jun 23, 2018 2:25 pm


VS. POLIWAG


Logo que chegamos na cidade, procuramos nos instalar num quarto cedido pelo centro pokémon local. Estávamos no início da jornada e não podia gastar com luxos, por mais que fosse tentador. Todo dinheiro devia ser usado para investir na carreira que escolhi seguir.

Assim que instaladas, algo começou a me incomodar. Olhei pela janela e pressionei com força um lábio contra o outro. Me sentia estranha e sabia o que era. Tratei de chamar minhas duas companheiras Pokémon que aceitaram compartilhar a vida e experiências futuras ao meu lado. Com pesar, sentei numa cadeira e as vi subir na cama. Levei algum tempo para formular o que dizer, mas quando decidi soltei um suspiro e comecei a falar.

— Meninas, eu preciso confessar que fiz algo errado e que está me remoendo por dentro. Fomos convocadas, assim como outras pessoas, a ajudar nos incêndios que estão acontecendo na floresta Scorched, mas eu aceitei sem nem ao menos perguntar se vocês queriam vir. Por favor, me perdoem. E vou entender caso alguma de vocês não quiser se envolver. O lugar é conhecido por nunca nevar, sendo o preferido dos tipo Fogo...

Foi nesse momento que a Smoochum ficou preocupada. A beijoqueira quase não perdia a compostura, mas entendia a reação. Seria uma grande exposição. Perigosa, até. A fraqueza dos tipos no mundo Pokémon ditava quase sempre o vencedor nas batalhas. A Vulpix, por outro lado, parecia estar comigo. Dar auxílio aos que mais precisavam era o mais importante nesse momento. Ela sabia, mais que nossa outra amiga, o quão forte somos se ficarmos juntas. De toda forma, fui até a loira e abaixei para encara-la nos olhos.

— Quero que me escute bem. Nunca nesta vida irei forçar alguma de vocês exclusivamente às minhas vontades. Temos que estar juntas em toda decisão, seja ela realizar uma performance ou enfrentar um inimigo aparentemente mais poderoso do que nós. - fiz uma pausa e Bulma interviu, como se concordasse, colocando uma das patas sobre minha mão. - Sabe porquê isso é tão importante? Porque juntas somos mais. Mais fortes, mais espertas, mais ágeis... E é pelo mesmo motivo que só aceitaremos sua ajuda nessa missão quando tiver absoluta certeza de que você também é mais conosco.

Me sentia poderosa depois daquele discurso motivador e ao mesmo tempo questionador. Eu estava dando o direito de escolha a ela. E seja como for, só a solicitarei quando perceber um sinal. Por esse motivo, a retornei para sua esfera e sai da habitação em que estávamos para encarar esse desafio.

<...>

Bulma caminhava ao meu lado quando fomos surpreendidas pela floresta. Nossos olhos foram tomados pela variação de tons quentes espalhados pela vegetação local. Desde vermelhos à amarelos, combinações alaranjadas nos agrediam como se tivéssemos acabado de adentrar num eterno outono. O que era mais curioso: nenhuma daquelas floras parecia seca, o que caracterizava e explicava o fenômeno colorido. Toda essa magia, mitificada com lendas de que o próprio Entei protegia o lugar com sua aura, quase desviaram minha atenção e me fizeram esquecer o propósito de estar ali. Foi vendo uma correria de treinadores e Pokémon, que julguei serem parceiros, que me despertei da paisagem bela e consegui focar no que os preocupava.

Ao longe, havia um pequeno foco de fumaça e um vermelho mais vívido que as folhas das copas das árvores. Olhei pra lupina e ela assentiu. Corremos logo atrás daqueles treinadores, sentindo o cheiro da queima da floresta aumentar gradativamente até quase bloquear nossa visão. Por sorte, um dos garotos tinha um Pidgeotto que usava Defog para espalhar a cortina de fumaça e nos permitir atravessar. Éramos ao todo três humanos e três Pokémon. O outro menino, mestre de um Poliwag, liderava o caminho e já começava a apagar os rastros de fogo que encontrávamos pela frente. Mesmo sem ser combinado, parecíamos uma equipe de bombeiros e eu me sentia poderosa com essa ideia. Bem, isto até chegar no ponto crítico da situação.

Desta vez os vermelhos e amarelos eram agressivos e formavam novos tons de morte, poluindo nosso olhar. Era como estar diante de uma flor viva e intensa que não parava de crescer e não queria ser controlada. O pior disso tudo era que ela, ao invés de proporcionar vida e oxigênio, estava matando tudo que estava ao seu redor e liberando camadas de gases tóxicos para muitas espécies.

Eu novamente me perdia ao observar a natureza. Os outros estavam perdidos, mas de outra forma. Eles não sabiam muito bem como extinguir tudo aquilo e quanto mais tempo permanecíamos ali, mais prejuízo causávamos a nossa saúde.

— Você vai ficar parada aí olhando ou vai ajudar a gente? - um me questionou, ordenando que seu Poliwag continuasse com Water Gun, falhando em apagar o fogaréu.

Eu estava prestes a pedir para Bulma entrar em ação, quando meus olhos observadores pousaram a visão sobre uma família de Scatterbug num galho que estava para romper-se com o peso deles e a fragilidade causada pelas chamas. Meu coração entrou em desespero. Olhei para os lados e vi o Pidgeotto usando Gust, mas aquilo só parecia espalhar ainda mais o problema. Do outro, estava o agressivo treinador do aquático usando uma pistolinha d’água, acreditando que aquilo realmente funcionaria.

"Droga. Se ao menos aquele ar não fosse tão seco..." - pensava, tendo uma ideia genial.

— É isso! - exclamei chamando atenção dos dois treinadores. - Eu tenho um plano e precisamos ser velozes. Você precisa umidificar o ar! Só assim poderemos criar alguma vantagem contra esse fogo. Quando fizer isso, Pidgeotto terá tempo e espaço para resgatar os selvagens e então poderemos por fim a isto.

Ao falar da família de Scatterbugs que estava em perigo, pareceu que eu tinha dito algo errado, mas eles não tinham notado a existência dos Pokémon até minha fala. Não os julguei. Tinha muito fogo e fumaça ao redor. E pelo visto, eles aderiram ao plano, comandando:

— Poliwag, Water Sport!
— Você ouviu Pidgeotto. Continue usando Defog e assim que possível, resgate eles!

O girino azulado concentrou as moléculas de água presente em seu corpo e as liberou em todas as direções. Aquilo era perfeito, pois além de nos proporcionar chances de usar movimentos de Gelo ainda mais poderosos, diminuiria o poder do fogo ao nosso entorno.

— Agora é nossa vez. Bulma, use Powder Snow!

A lupina alva se pôs diante de mim e, num salto quase que acrobático, inflou o peito disparando logo em seguida a rajada de vento e neve mais poderosa que pude presenciar até então. Tive certeza de que a Smoochum também via isso de sua pokéball. Meus olhos brilhavam vendo toda aquele gelo dar conta de uma boa parte do fogo, chegando a congelar alguns pedaços, liberando o Pidgeotto para agir. Poliwag ajudou Bulma com seu Water Gun, que somados ao Powder Snow estava surtindo efeito aparente no que antes parecia incontrolável. Quando menos pensava, o voador aparecia do nosso lado e então nos ajudou também, impulsionando os golpes com suas asas e em fração de segundos já não havia mais ameaças ali.

Com um riso cansado, todos se aliviaram e foram parabenizar seus Pokémon. Fiz o mesmo, dando um abraçaço na minha raposinha, indo em seguida ver como estavam os insetos. Pareciam ainda traumatizados, mas passavam bem. Um veio até mim e quis me recompensar com uma fruta. Achei tão fofinho que não pude recusar. Eles foram embora, provavelmente procurar um novo ninho.

Olhava para trás e via os meninos olhando para mim como se esperassem alguma coisa. Corei pela atenção e ao que veio junto.

— Você foi muito sagaz naquele momento. Se não fosse por você, não teríamos apagado o fogo a tempo. - disse o treinador do Poliwag com os braços suportando a cabeça careca, quase que jogando o corpo para trás, evitando olhar diretamente para mim.
— Acho que ele quis dizer obrigado. - sorriu gentilmente o mestre do voador - Sou Ulisses, aliás e acho que formamos um bom trio. O que acham de continuarmos explorando a floresta juntos?
— Acho que você pode estar se precipitando, camarada. Ela ta com um Pokémon do tipo Gelo, nada contra, lindinha, mas nessa situação você só iria atrasar a gente. Seu Powder Snow só funcionou por causa do Poliwag.
— É... você tem razão, mas sei Water Gun não estava fazendo efeito nenhum, mesmo tendo vantagem.

O clima de repente esquentara de novo e não tinha mais fogo ali. Não literalmente. Vendo isto, Ulisses arrumou uma forma de resolvermos isso.

— Já sei. Que tal uma batalha Pokémon? O vencedor decide o que faremos.

Concordamos sem trocar mais palavras. Cada um tomou seu espaço e aguardou Ulisses, que seria o juiz, dar início ao combate.

— Inicie com Water Gun! - comandou James.
— Mostre o poder do frio com Powder Snow. - contra ataquei.

Mostrando sua velocidade, o azulado joga água em nós sem piedade. A resposta veio em seguida com o sopro gélido que atingia em cheio o aquático. Entretanto, nenhum dos dois movimentos era tão efetivo assim no outro.

— Você sabe que isso pode durar bastante e nós poderíamos estar gastando esse tempo em algo mais produtivo, certo?
— Não com você nos atrasando. Poliwag, Hypnosis!

Não esperava por aquele movimento. A barriga do rival começou a girar e girar, num ciclo vicioso e quando vi, a Vulpix já estava desacordada no chão. Não sabia o que fazer. James ria e via que eu estava perdida. Então, eis que um fleche de luz surge vindo da minha bolsa e se materializa na forma de um gnomo. Era a Smoochum querendo substituir Bulma. James riu de novo.

— Vai trocar um Ice por outro Ice? Você é pior que um peso morto.. é um peso congelado hahaha.

A piada dele fez graça em Ulisses, que tentava se manter imparcial. Smoochum não curtiu tanto a provocação. Mandando um beijo etéreo, Sweet Kiss explodia de corações no Poliwag, deixando-o confuso. O rapaz ficou preocupado e ordenou que o girino usasse seus jatos de água, em vão, pois o bichinho só se machucava lançando em todas as direções, sem medir a força do golpe ou direcioná-lo, sofrendo com a confusão. Smoochum por outro lado, ia até o oponente e lhe desferia uma lambida meio sinistra, característica de Lick, esbofetando em seguida o bicho tonto com seu Pound, vencendo o desafio. Pela equipe.

— Haley é a vencedora e vai decidir como e para onde deveremos seguir. - Ulisses declarou, por fim.

Olhei para todos que estavam diante de mim. Tinha tanta coisa que eu queria falar. Primeiro a escolha da Smoochum de entrar em campo e ser mais conosco. Depois a arrogância do James, mas isso ia além de nós. Então decidi ser breve.

— Acho que juntos formaremos uma ótima equipe. O que me dizem? Vamos ser mais, juntos?

Ninguém mais discordava. Ulisses tratou dos feridos e seguimos nosso caminho por entre as árvores da floresta.

Última passagem no CP
Dados - item: Rawst Berry;
Dados- treinador.



avatar
Mensagens : 53

Perfomer
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Sammy em Sab Jun 23, 2018 7:31 pm

AVALIAÇÃO
GIRL POWER!! Hahaha, lendo sua história me lembrei deste bordão épico. Enfim, meu nome é Sammy e você já me conhece! É muito bom vê-lo no fórum novamente, fico feliz de ler um pouco mais de sua história. Enfim, vamos para a avaliação?

Sua história foi muito amigável e bem descrita, possuindo a essência pokémon que eu tanto peço em minhas avaliações. Você conseguiu me colocar em sua história e conseguiu me agradar bastante. Enfim, não tenho mais o que dizer tome sua nota:

Ótimo

Alola Vulpix & Smoochum receberam 3 níveis. Smoochum está no Nível 13 aprendendo Powder Snow. Enquanto Vulpix está Nível 12 aprendendo Ice Shard.


Rawst Berry

A Rawst Berry foi adquirida com sucesso.

Alola Vulpix's HP: 100%
Status: A pequenina está no modo Sleep, ou seja estará dormindo nos próximo Post. Mas ainda poderá ser usada em batalha.
Smoochum's HP: 80%  
Status: A beijoqueira está superaquecida e suando bastante, ela só esta com calor por enquanto e caso continue se esforçando poderá ficar Burn, recebendo danos extra a cada avaliação.

Sua rota entrará em Sunny Day por conta do verão, moves do tipo estão enfraquecidos e fortalecidos. Tome bastante cuidado pois o verão é mortal.

[hideedit]


Última edição por Sammy em Ter Jun 26, 2018 10:12 am, editado 1 vez(es)
avatar
Feminino
Mensagens : 425

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Mathito em Ter Jun 26, 2018 8:38 am


VS. FLOETTE


O governo estava certo de recrutar mais treinadores para ajudar no combate aos incêndios, mas ficava a pensar se aquela situação toda era por influência do verão ou se tinha realmente algum poder oculto por de trás das queimas.

Durante nossa ação como trio, vimos uma sombra muito veloz fugir do centro de um fogaréu indescritível. Poderia ser uma criatura ferida e amedrontada, fugindo à própria sorte. Eu duvidava dessa teoria. Era um forma grande, julgaria ser adulta até. E parecia ter uma aura de grande força para sustentar tanto calor. De qualquer maneira, Ulisses e James fechavam comigo o mesmo plano que deu certo anteriormente. Enquanto o Pidgeotto controlava a fumaça com seu bater de asas, Poliwag umidificava o ar para a Smoochum diminuir as chamas, tendo ajuda dos movimentos aliados para extinguir as queimas. Foi numa dessas que perdemos o controle do tempo e Pidgeotto bater as asas forte demais... Os ventos do voador levaram brasas às árvores vizinhas. Naturalmente, os Pokémon locais ficaram assustados.

— Não se culpe. Estamos fazendo isso há algum tempo, o cansaço é normal. - tentei consolar treinador e Pokémon.

E realmente era. Sentia que se parasse de me movimentar e relaxasse por alguns segundos, todos os músculos do meu corpo reclamariam da tensão e sentiria minha pele arder, provavelmente de alguma queimadura. É por isso que mantínhamos o ritmo. O sangue não podia esfriar. Eu só ficava preocupada com minhas geladinhas. Elas estavam bem mais sucetíveis à queimaduras com aquelas ações.

Antes de corrigir o erro de Pidgeotto, reparei que Lumpy, a Smoochum, portava um Revive. Pedi para que ela me desse aquilo para guardar e lhe dei a Rawst Berry conquistada anteriormente, pois seria mais conveniente. Estava para ordenar uma nova estratégia quando vi uma florzinha azul criar vida e tentar enfrentar o fogo. Imediatamente fui até ela e dizia que era perigoso ficar tão perto. Ela não me deu ouvidos, apenas se esquivou e começou a chamar por alguém. Procurei informações e vi que se tratava de Floette, a fada de uma flor só. Poético, mas preocupante naquele cenário. Me perguntava o que ela buscava. Fiquei mais tranquila quando a vi se afastar e voltei ao meu posto. Eles já estavam apagando uma parte das chamas quando retornei. A loira soprava o quanto podia, se esforçando ao lado dos companheiros. Foi entre sopros e ventos que vi algo diferente de folhas e caules queimando. Meu coração apertou ao identificar aquelas flores. Junto com minha dedução veio um grito sofrido e agoniado às minhas costas. Ao me voltar para o som, a mesma Floette se mostrava chorosa e com uma dor intensa em seu olhar. Não sabia o que dizer. Não sabia o que fazer. Vi ela se aproximar.

— não faz isso... - pedi baixinho - não aumenta seu sofrimento...

Ela queria a prova. Queria chegar mais perto e ter a certeza de que eram por aqueles que antes ela procurava, mas se fosse até lá agora se queimaria junto. Eu tinha que impedir aquele sofrimento. Tinha que impedir tanta dor!

- Bulma, Caroço, não deixem ela passar. - mesmo com o ar seco, as lágrimas escorriam pelo meu rosto. Talvez não cabia a mim intervir, mas se não eu, quem? - Power Snow!

Sabia que minhas duas companheiras seriam empáticas a dor dela. Por azar, Bulma ainda dormia por efeito da Hypnosis, mas a Smoochum me olhou para ter certeza se era isso que eu queria. Ela soube que não, mas que era preciso ao ver meus olhos marejados. O sopro gelado foi emitido com rispidez, mas respondido com um vento feérico, identificado por Fairy Wind. A explosão etérica dos movimentos se chocando balançou a vegetação local, inclusive ajudando na diminuição de forças das chamas. Ouvi os meninos me chamando e perguntando o motivo de eu não estar mais dando atenção àquela situação. De onde eles estavam era difícil explicar meus motivos.

— Sweet Kiss.

A Vulpix permanecia inconsciente. Smoochum tinha que lutar por todas nós e não se detia por isso. Mandou seu beijo desconcertante sobre a fada e a causou certa confusão. Pensei que assim poderíamos controlar ela. Engano meu, sua dor só ficou mais e ela se descontrolou ainda mais. Os gritos aumentaram e ela usava Vine Whip para chicotear tudo que estava a sua frente, no caso nós! Smoochum se pôs na linha de frente e aguentou as vinhas de Floette. Eis que Bulma acordava. Pedia então que juntas elas usassem seu Powser Snow. Dito e feito. O poder do golpe era combinado e dobrado. Mesmo revidando com Fairy Wind, desta vez a fadinha não foi capaz de empatar, levando para si os danos, que não foram poucos. Ela ainda gritava de dor pelos amigos, que queimavam às minhas costas, rasgando ainda mais meu coração. Eu me colocava no lugar dela, vendo Bulma sofrer uma morte tão horrenda quanto ser queimada viva. Imaginei que ela pudesse estar ouvindo os gritos de sofrimento de quem tanto amava e eu só queria fazer parar.

— Terminem com outro Powder Snow.

Ambos estufaram o feito e sopraram neve e gelo em Floette, que se debatia tentando revidar em vão com seus chicotes, machucando a si mesma no percurso e desmaiando em seu luto.

Passei entre minhas meninas e caminhei lentamente até a florzinha. De joelhos, lhe pedi perdão. Por ter interferido e pela perversidade do mundo. Erguendo uma pokebola vazia, ofereci um ombro e amizades.

Sendo como fosse, voltaria minha atenção às chamas e terminaria de ajudar para poder descansar e me recuperar mentalmente. A imagem que vimos não poderá ser apagada. Seria sempre uma lembrança cinza como os restos mortais que se tornavam visíveis com o tempo.

Dados - Pokémon 3*.



avatar
Mensagens : 53

Perfomer
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Sammy em Ter Jun 26, 2018 10:07 am

AVALIAÇÃO
Bom dia! Que pique para uma Aventura Matinal não é mesmo? Eu gosto de seus textos, ainda mais pela manhã tomando um cházin... Espera estou saindo do foco! Vamos para a avaliação.

Sua aventura desta vez foi um tanto quanto dramática e chocante, até um pouco espantosa. Você mudou sua narração de um post para o outro fazendo mudanças drásticas no seu enredo, isso é arriscado e pode deixar o leitor confuso, entende? Parece que não é você escrevendo esta rota, parece que não é a mesma Haley que vi nas aventuras anteriores... Eu já cometi esse erro é acabei por levar uma nota horrível de meus colegas. De qualquer modo, fico triste por ter diminuído sua nota, de verdade.

Muito Bom

Alola Vulpix & Smoochum receberam 2 níveis. Smoochum está no Nível 15 aprendendo Confusion. Enquanto Vulpix está Nível 14 aprendendo Confuse Ray.


Floette foi captura com sucesso e a florzinha está nível 16.

Alola Vulpix's HP: 80%
Status: A pequenina finalmente acordou, no entanto, está um pouco incomodada com as chamas do local.
Smoochum's HP: 53%
Status: Smoochum foi devidamente curada com uma Rawst Berry, evitando assim o Burn. No entanto, ela acabou se ferindo um pouco mais na batalha.

avatar
Feminino
Mensagens : 425

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Mathito em Sab Jul 14, 2018 6:16 pm


VS. LITLEO



Após a captura da bela fada da flor azul, pedi aos meninos um tempo para me recuperar. E neste período de descanso, fiquei a imaginar uma forma de reparar a tristeza que o mundo lhe causou. Ergui a esfera dela ao nível do meu rosto. Mesmo desmaiada, eu conseguia sentir sua força, mas também sua fragilidade. Sussurrei apenas para ela a palavra “Bela”. Seria como a chamaria.

— Harley, olha aquilo!

O alarde de James não era nada agradável. Interrompendo meu intervalo, guardei a pokebola da fada e prestei atenção na voz de meu companheiro. Seguimos os rastros de pegadas deixadas pelas chamas que demos conta de apagar e chegamos ao culpado, flagrando ele no ato incendiário. Ao revelar sua forma na pokedex, descobria se tratar de um Litleo. Parecia um leonino pequenino bem comum com seu topetinho de fogo. Isto excluindo aquele olhar doentio emanando calor e poder (talvez mais do que ele pudesse controlar). Pude ter certeza que havia um poder sobrenatural agindo ali quando ele nos ouviu e depositou aquele olhar sobre nós, como o verdadeiro predador que era.

— SE ABAIXEM! - Ulisses berrou, jogando a si mesmo no chão.

Não quis fazer a estranha e questionar o porquê, apenas fiz o mesmo. Logo o motivo se revelava em fogo passando rente às nossas cabeças.

— Sabia que no verão os movimentos do tipo fogo tinham seu poder aumentado, mas isso é ridículo. Se a gente não sair daqui logo seremos estatísticas e eu não to afim de morrer hoje.

Eu entendia o careca, mas talvez aquele filhote pudesse estar sofrendo também. E se deixássemos ele à própria sorte, não conseguia imaginar quanta desgraça aconteceria. Antes que eu pudesse falar, Ulisses já tinha um discurso pronto:

— Ter medo é normal, mas se você não fosse confiante o bastante não teria conseguido chegar até aqui. Temos que ser corajosos e acreditar ainda mais nos nossos Pokemon. E eu espero que alguém tenha um plano, porque ele ta vindo pra cá!

Ele estava certo. Infelizmente em todas as partes! O Litleo rosnava e caminhava lentamente em nossa direção com os cantos da boca exalando fumaça. Com um rugido digno de um líder, o leonino avançou sobre nós com velocidade.

Ulisses tomou conta de se levantar e mandar seu Pidgeotto retardar o filhote de leão para que tivéssemos tempo de tar distância. Ficava pensando em mil estratégias para enfrentar mais aquele desafio e sair viva, sem machucar muito o selvagem. Via, entretanto, nos olhos de James que ele não acreditava mais tanto assim em seu Poliwag ao ver que o pequeno não estava ajudando muito por conta da falta de humildade no ar. E com o Litleo soltando fogo ao mesmo tempo em que as chamas ao nosso lado se espalhavam, era difícil pensar em como lidar.

— Eu preciso que você e Ulisses deem conta de controlar esse fogo. Tem muitos Pokémon que estão correndo risco de vida e não podemos admitir mortes inocentes se temos a chance de evitar. Eu cuido do Litleo. - dizia confiante.

Apesar dos meus esforços, ele não parecia confiar muito na minha palavra, mas achou melhor que ficar parado. Ulisses já estava sendo forçado a recuar pela fúria acumulada do pequeno e agradeceu por não ter que enfrentar o demônio flamejante, como apelidou.

— As duas, esfriem o chão usando Powder Snow.
- falava com as minhas parceiras - Vamos tentar causar um choque térmico e diminuir toda essa raiva.

A Vulpix albina e a Smoochum decidida tomaram dianteira e fizeram o que pedi. O Litleo encarava o Pidgeotto que mudava de cenário e não se deu conta das novas rivais que estava para enfrentar. Nessa vantagem da distração, conseguimos por deixar o campo ao redor dele todo congelado, inclusive parte de suas patas. Acabou que apenas parte do meu plano dava certo, pois eke se irritava ainda mais e tacava fogo para derreter as camadas de gelo e apontava seu Ember para as meninas.

— Desvie com Confusion!
- ordenei.

Quase que instintivamente, Lumpy tomou posse daquele poder psíquico e envolveu as brasas com nesse poder, desviando para outro canto. Ouvi James reclamar ao fundo.

— Certo, vamos mudar de estratégia. Caroço, encare-o com Sweet Kiss e Confusion. Bulma, dificulte a movimentação dele com Ice Shard!

O leonino nem queria saber de nós. Avançava com força sobre a rosada numa cabeçada preocupante. Parecia ser um Headbutt em vingança por ter desviado sei Ember. E pensando nisso, o danado aproveitou que estava perto demais e explodiu as brasas à queima roupa na raposa albina, me fazendo apertar o coração. Contudo, Smoochum se recuperou rápido e o prendeu num estado de confusão, com aquele beijo doce e aparentemente inocente. Logo, ela usava sua força psíquica para controlar aquela confusão e fazer ainda mais estrago no rival que insistia em lançar mais chamas por todos os lados, não aceitando muito bem o controle imposto pelo Confusion. Voltando à ativa, Bulma usava de seus cacos de gelos para desorientar ainda mais nosso oponente e tentar diminuir a produção de fogo. Ele estava ficando exausto, o que se mostrava ser um bom sinal. Só que minhas meninas também estavam. O dia inteiro fora intenso e se não terminássemos logo aquela batalha, pior os danos sobre elas e na floresta.

— Lumpy, force o Confusion! Bulma, continue atacando com Ice Shard em diversas direções!

Eu entendia que aquilo era muita maldade com o bichinho, mas não podia tentar métodos mais tranquilos, pois caso tentasse era capaz de arrumar queimaduras sérias. Primeiro era preciso neutralizar aquele espírito de agressividade para então investigar as causas de tanto rancor.

Smoochum suava ao concentrar toda sua energia em controlar Litleo e, mesmo com auxílio dos movimentos gelados da Vulpix, ela era atingida por um Ember que fora lançado em qualquer direção. Ver aquela contenção me deixava nervosa e ansiosa. Eu não tinha mais um plano alternativo. Era isso ou então estávamos fritas. Ou melhor, torradas! Mesmo assim, ainda acreditava nelas e no potencial da nossa equipe. Mostrava pra loira que juntas nós podíamos enfrentar nossas fraquezas. E assim, Vulpix caprichava no Ice Shard que atingia a cabeça do leão, levando-o ao chão.

As duas fraquejaram e sentaram no solo, sentindo o cansaço. Queria fazer o mesmo, mas aquele ar não me deixaria respirar bem. Fui até o leãozinho e o puxei para um lugar afastado dali. Cantava enquanto o levava. Esperava que a influência de minha voz, calma, apesar de seca, o acalmasse em seu descanso.

Dados - Pokémon 2*.



avatar
Mensagens : 53

Perfomer
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Sammy em Sab Jul 14, 2018 9:45 pm

AVALIAÇÃO
EI! Tudo bem? Não temos tempo para conversa! Hahaha! O Evento acabará amanhã ou melhor hoje! As 23:59! CORRA! CORRA ANTES QUE SEU TEMPO ACABE! >u<

Sua história foi muito corrida ao mesmo tempo objetiva, ela me manteve bem ligada ao seu texto e sua batalha apenas salgou ainda mais as coisas. De verdade, foi uma boa história ainda por cima está ligada com a aventura anterior, fico feliz com este pequeno trama e espero que ele se encerre de maneira digna.

Agora falando sério, seu texto foi tão curtinho... Eu realmente não posso dar uma boa nota por um enredo tão rápido, de verdade. Meu coração dói pois eu sou obrigada a isto, os ótimos são complicados e dá-lo a você com uma aventura "corrida" seria injusto com os demais que fazem e se arriscam em um Enredo mais aprofundado. Bem, espero que entenda.

Muito Bom

Alola Vulpix & Smoochum receberam 2 níveis. Smoochum está no Nível 17. Enquanto Vulpix está Nível 16 aprendendo Icy Wind.

Alola Vulpix's HP: 50%
Status: Ela está bem, mas poderá se ferir gravemente se continuar neste ritmo.
Smoochum's HP: 30%
Status: A loirinha está bem feliz com as decisões de treinadora, está pronta para mais uma batalha.

avatar
Feminino
Mensagens : 425

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Mathito em Sab Jul 14, 2018 11:57 pm


VS. ALFA POKÉMON 1


Tossia muito em certo ponto do dia, ou melhor, da noite. O céu sobre nossas cabeças (que em geral era avermelhado por conta da folhagem das árvores à luz do dia) agora se mostrava escuro, dificultando e muito nossa visão. Tinha parado e gastado uma Potion para curar alguns dos vários ferimentos da Smoochum, que tinha batalhado bem mais que a Vulpix, que só precisava descansar. Infelizmente não pude permitir que ela fosse para a pokébola, pois tinha medo de acontecer algo e eu precisar dela ao meu lado, então fazia o esforço de carregar ambas as duas nos braços.

— Eu acho que é melhor nos recolhermos por hoje. Está tarde e já fizemos muito pela floresta.

Achava que Ulisses estava certo, como sempre. Sua sensatez me fez perceber que eu estava imunda, com partes da roupa do corpo queimada e com os pulmões ardendo por culpa da fumaça. James também concordava, ligando a lanterna do celular para guiar nosso caminho de volta até a cidade.

Durante o percurso, me sentia estranha. Pensava que era a fadiga do dia, mas não me convencia. Olhava para os lados, um pouco incrédula de que estava tudo realmente bem. Olhei para trás e tive a sensação de estar sendo seguida e/ou vigiada. O careca deve ter percebido que eu estava obcecada com alguma coisa e tentou me animar, relembrando alguns momentos incríveis na qual agimos juntos, como equipe.

Aquela sensação me incomodava de novo. Neguei o instinto de olhar ao redor imediatamente. Contudo, aquela presença... não conseguia evitar a cisma. Se tratava de uma presença já conhecida antes, mas quem? Ou o quê?

De repente um choro muito alto foi ouvido. Chegou a doer, tanto nos ouvidos, quanto na alma. Ela parecia distante. Olhei para os meninos, mas negaram. Não ajudariam e eu não estava disposta a encarar sozinha aquele lugar incomum, ainda mais com o histórico atual. De repente, a floresta foi ficando ainda mais escura e ainda mais fechada. Era difícil acompanhar os passos, mas me mantinha logo atrás. Meu erro foi não notar antes que um nevoeiro também nos seguia. Só notei ao segundo choro da criatura, ficando nítido que era relincho e que estava muito mais perto a esta altura.

— Fiquem juntos...

Foi o mesmo que pedi para se separarem como em filmes de terror onde a mocinha é a primeira a sumir. Só que desta vez fora diferente.

— James? - olhei ao redor e não tinha mais ninguém comigo - ... Ulisses?

Dependendo da perspectiva, eles é quem tinham desaparecido e dado lugar a um nevoeiro sinistro. Minha caminhada ficou ainda mais tensa. Caí e derrubei as meninas, assim como a mim mesma. O relincho agoniado da criatura ficou ainda mais alto uma linha brilhante foi traçada à minha frente. Era fogo. E tomava uma direção. A minha! Tomei coragem e fugi, com minhas Pokémon no colo. Corri. Corri o mais rápido que pude. Corri o melhor que conseguia. Mas não foi nada em relação ao círculo em chamas, me cercando.

Bulma e Caroço pulavam dos meus braços e tomavam posição para me proteger, mas nem elas sabiam do quê. Eis que aparecia a nossa frente um equino flamejante, soltando fogo até mesmo pelas narinas, com os olhos ardendo em brasas. Seu relincho foi ouvido mais uma vez, quase me ensurdecendo. Procurei saber quem era. O aparelho rubro me dizia se tratar de uma Rapidash, mas era diferente da foto. Era maior e mais impotente. Selvagem, eu diria. Talvez até indomável.

Antes que eu pudesse tomar a palavra, ela envolveu o corpo em chamar uma nova vez e investiu contra nós numa brutalidade sem fim. Tive que pedir para elas usarem seu Powder Snow. Ao desferir o vento enevado contra o volume chamuscado, nada de danos pareceu sofrer, pois desferia aquela investida violente sobre nós três. Eu ia ao chão e chorava sem saber como reagir.

— por favor... por favor piedade... - suplicava misericórdia.

Mesmo assim, de nada adiantou. Logo o cavalo estava acima de nós com seus patas traseiras prontas para nos atacar com um coice mortal quando Bulma se ergueu e soprou um vento gélido, mais potente que Powder Snow (Ice Wind) concomitante ao Confusion de Lumpy, que foi a liberação de um poder expulsório, somente para afastar a assombração. Felizmente funcionou. Impediu o Stomp e fez ela afastar-se por algum instante. O tempo necessário para eu levantar e ordenar:

— Se é briga que ela quer... é briga que vai ter. Bulma, fique utilizando de Baby-Doll Eyes. Caroço, Sweet Kiss e Confusion.

Agora mais que nunca o trabalho em equipe era preciso! Queria desestabilizar o ataque daquele ser e confundi-lo para ganhar algum tempo naqueles golpes monstruosos. A Vulpix usava seu charme naqueles olhos fofos de bebê, arrancando outro choro/relincho da mula, que devolvia aquela afronto num golpe de fúria, atingindo três vezes a albina com seus coices. Por mais que eu não gostasse da ideia da "isca", funcionou por um momento deixar que a Smoochum se concentrasse para desferir seus movimentos sobre o corcel. Eu estava quase comemorando quando o beijo não-corpóreo de se aproximava sem ser percebido... até que ela percebeu e usou de um ataque rápido para se esquivar e investir com seu chifre na rosada e lança-la longe. Bulma aparecia novamente, abaixando as defesas dela, arrancando outro relincho enfurecido e ao mesmo tempo indignado. Smoochum se recuperou e controlou, mesmo que por segundos, os movimentos do rival com seu Confusion, fazendo aquela névoa densa ao nosso redor enfraquecer. Isto até ela se liberar e, numa espiral de fogo, investir como uma roda em nossa direção. Me senti parte de um jogo de boliche, sendo derrubada outra vez por aquela investida que nos queimava.

— Escutem, precisamos usar tudo que temos! Confuse Ray e Sweet Kiss. Depois eu quero Confusion e Icy Wind!
Entendidas, elas se ergueram, com muita dificuldade devido aos danos e, juntas, usaram seus movimentos de confusão. A Rapidash não sabia para onde correr desta vez. Ela escolheu um lado e fez seu golpe rápido - em Vulpix -, mas o beijo doce da Smoochum a pegava e a deixava confusa, permitindo que a psíquica entrasse em sua mente e piorasse a situação na mente rival. Vulpix usava seu sopro gelado nas patas do cavalo, fazendo-o trombar e cair no chão, se ferindo ao tentar usar seu movimento de fogo novamente, e abaixando sua velocidade. Em consequência, o encanto que nos prendia naquele universo de neblina quase se desfazia.

— Vamos! Mais uma vez! Confusion e Icy Wind!

Meus comandos eram uma súplica. Não aguentava o medo. Elas estavam lutando bravamente, mesmo feridas e exaustas. Precisava me manter ali com elas e para elas. Smoochum entrou na mente da oponente outra vez e conseguia jogá-la longe, com ajuda do Icy Wind. Ela tentou se erguer e lutar, mas a confusão não deixava. A ilusão clara se tornou fraca mais uma vez e então foi quebrada.

Meus joelhos cederam e ouvi os meninos gritarem meu nome ao fundo. Meus olhos se mantinham fixos no cavalo de fogo caído ali perto, se tornando mais um foco de incêndio e cinzas, e depois nada. Meus olhos cederam e minha visão foi à black out.



avatar
Mensagens : 53

Perfomer
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Sammy em Dom Jul 15, 2018 9:05 am

AVALIAÇÃO
Yay! Você conseguiu! Você venceu a floresta a tempo de ganhar seus prêmios! >.<

Bem, vamos para a avaliação. Quando comecei a ler já estava quase desistindo pois pensava que ia ver "mais do mesmo", sério já estava cogitando por outra nota. De qualquer forma, fui enganada. Sua história vem sendo bastante emocionante ao mesmo tempo em que tem aquela essência Pokémon, aquele charminho que vemos no Anime e nos Jogos.

Eu realmente adorei a referência com a Mula Sem Cabeça, personagem icônico do nosso folclore, né? Enfim, foi simplesmente uma batalha épica que mereceu todos os prêmios e até outros. Mas falando sério, de Jogador para Jogador... Não seria melhor encerrar essa aventura aqui mesmo? Hehehe... Vulpix e Smoochum não estão nada bem e sim fiz questão de deixa-las nesse estado :3

Ótimo

Alola Vulpix & Smoochum receberam 3 níveis. Smoochum está no Nível 20. Enquanto Vulpix está Nível 19 aprendendo Icy Wind.

Alola Vulpix's HP: 5%
Status: Gravemente ferida e exausta, além de estar Burn. A pequenina está ofegante e necessitando imediatamente de cuidados médicos.
Smoochum's HP: 50%  
Status: Se mantém em pé e muito energizada por conta da deliciosa Potion. O uso exagerado de seus poderes causaram Confused na pequena Smoochum. Confused poderá ser usado narrado da maneira que quiser, mas deverá ser obrigatoriamente usado de forma negativa, isto é, de forma que lhe atrapalhe.  


Houndoominite
Haley cooperou com o governou e investigou os acontecimentos em Scorched Florest. Com isto, ele recebeu uma Houndoominite.


TM PWR: ∞
Haley cooperou com o governou e investigou os acontecimentos em Scorched Florest. Com isto, ele recebeu uma TM de PWR ∞.


Rawst Berries
Haley cooperou com o governou e investigou os acontecimentos em Scorched Florest. Com isto, ele recebeu cinco Rawst Berries.


TM 11 - Sunny Day
Haley cooperou com o governou e investigou os acontecimentos em Scorched Florest. Com isto, ele recebeu uma TM 11.


Pidgeotite
Com a bravura e maestria de Haley e seus Pokémons, o Alfa se viu obrigado a deixar recompensas para as pequeninas. Com isso Haley ganhou uma Pidgeotite.


Moon Stone
Com a bravura e maestria de Haley e seus Pokémons, o Alfa se viu obrigado a deixar recompensas para as pequeninas. Com isso Haley ganhou uma Moon Stone.


Ice Stone
Com a bravura e maestria de Haley e seus Pokémons, o Alfa se viu obrigado a deixar recompensas para as pequeninas. Com isso Haley ganhou uma Ice Stone.


Super Repel
Haley encontrou pelo caminho um Super Repl.

Rota Finalizada!
avatar
Feminino
Mensagens : 425

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: #3 - Chamas Amaldiçoadas

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum