Últimos assuntos
» [Jogo] — Retrato
Sab Out 13, 2018 4:44 pm por Yuko

» [Jogo] — Aleatórizador
Sab Out 13, 2018 4:29 pm por Yuko

» Bom Dia, Tarde e Noite.
Sex Set 07, 2018 2:19 pm por Janna

» Exploração — Yoshino & Haley
Sab Ago 18, 2018 7:34 pm por Mathito

» Cap. IV — And the seas are frozen in time...
Sex Ago 17, 2018 11:20 pm por Sammy

» Dados — Yuki Asahina
Qua Ago 15, 2018 11:01 pm por Dados

» Descrição — Exploration Center
Qua Ago 15, 2018 5:48 pm por Apollo

» #6 - Dobradores de Areia
Seg Ago 13, 2018 10:36 pm por Mathito

» [Sugestão] Pontuação Contest Hall
Seg Ago 13, 2018 10:28 pm por Mathito


Ato I — Betrayer

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ato I — Betrayer

Mensagem por Efi Oladele em Ter Jan 30, 2018 4:30 pm

Betrayer
Estar do lado de fora era como voltar ao período glacial, os termômetros marcavam -3º em plena tarde, que deixava meu nariz vermelho e minha mente irritada. A cidade de Hydrine nunca experimentou tamanha frieza, graças aos mecanismos a vapor que mantinham a temperatura agradável durante todo ano. Nada era tão incômodo quanto a pessoa que falava em um ponto na minha orelha.

Está sendo difícil raciocinar com você zunindo em meus ouvidos
Eu estava apenas tentando te ajudar jovenzinha
Muito ajuda quem não atrapalha, já ouviu isso ?
Olha como fala com um superior

Ele possuía mais influência na organização, então enquanto eu estiver abaixo, seria realmente melhor ter que aguenta-lo. Por sorte, na boa parte do tempo ele falava o quanto a vida dele era tediosa, não me questionando em nenhum momento, permitindo que eu pudesse retirar o ponto sem ser percebida. Honey Island era rústica, com um aroma doce que parecia te perseguir, assim como os vendedores espalhados pelas ruas, vendendo em potes o conteúdo meloso, mas que não me serviria para nada naquele momento. Saindo da superficialidade, resolvi investigar o local de dentro.
emotions is only a mental disorder
r.
avatar
Masculino
Mensagens : 16

Pesquisador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato I — Betrayer

Mensagem por Efi Oladele em Qui Fev 01, 2018 10:26 pm

Betrayer
Sinceramente, eu nem havia adentrado muito a cidade, isso por que o número de insetos que passeavam era realmente incomodativo, a fim de evitar um conflito que certamente minha piranha sombria perderia, mudei meu percurso para uma planície próxima. A vegetação era comum de Tundras, isso devido a falta de árvores e a superfície coberta de gelo, o que seria também um empecilho para Carvanha, porém um curioso ser de pelugem marrom me forçava a explorar a zona.

Deve estar morto, o frio e a cobertura de gelo provavelmente estão interrompendo a decomposição — conclui para mim mesma, porém esqueci que o ponto estava ligado.
Quem está morto ?
Um pokémon numa Planície de Honey Island, é um Swinub — apesar de já ter conhecimento daquela espécie, utilizei de minha pokédex apenas para o registro.

Subitamente, o pokémon saltava e corria em linha reta, provavelmente estava sendo atraído por um fruto, talvez um cogumelo, naturalmente sendo os preferidos quando nascem em zonas com a grama morta. Decidi segui-lo, parecia fascinante estuda-lo de perto, além de que nada por ali estava animador mesmo, o que seria uma busca aleatória ?

Ficou quieta de repente
Análise e reconhecimento da área, devia tentar as vezes — certifiquei-me de deixa-lo raciocinando sobre algo, assim teria um tempo livre.

A fase de observação já estava se tornando cansativa, o pokémon não parava de correr, mesmo que aquela velocidade equivalesse a meu andar comum, porém um estranho e repentino deslizamento do porco me preocupava. Retirei minha pokébola e a lancei ao alto, Carvanhas possuíam uma pele bem rígida e sabiam reconhecer a água, assim consegui concluir que a minha piranha poderia facilmente quebrar o gelo colidindo seu corpo, sendo exatamente o que aconteceu. Ao atravessar a superfície sólida, ela obtinha acesso a um rio que cortava a planície.

Fascinante Carvanha, fascinante! — estava a elogiar a descoberta da minha companheira, mas não pude deixar de notar o quão ridículo estava sendo o papel do porco que deslizava infinitamente pela zona lisa. — Isso é decepcionante, Carvanha, retire-o com seu Brine
Você está entrando em uma batalha ? — antes de responder, resolvi desligar o ponto, não queria ser atrapalhada.

Estava finalmente a ponto de testar uma habilidade que meu superior havia me dado, Carvanha era uma predadora que possuía uma incrível velocidade embaixo d'água, quebrando o gelo com mais uma colisão do corpo, ela lançava o porco terrestre ao meu lado com um forte pulso de água salgada, que o deixava ensopado. Quando ela se aproximou de mim, acabou sendo golpeada com um empurrão do porco, que começou a afundar no rio.

Ele deve possuir o cérebro menor que uma ervilha, ajude-o com mais um Brine

A piranha estava feliz observando o afogamento de seu adversário, mas ela sabia que deveria salva-la ou teria problemas futuros comigo. Afundando, ela devolvia o felpudo para a superfície com mais um disparo de água salgada,  deixando-o bem ferido com golpes. Swinub repetia a investida contra a piranha, porém dessa vez ele pisava na cabeça dela e depois saltava no gelo deslizante, mas como era de se esperar, ele começou a escorregar.

Foi uma evolução, não podemos negar, pode finalizar — reconhecer a ligeira evolução intelectual do porco era preciso para que minha análise sobre aquela espécie fosse concluída enfim.

Carvanha me deu um olhar de satisfação tão grande que era cruel pensar que ela iria fazer um pokémon desmaiar. Mergulhando, ela retornava a busca-lo entre o gelo, saindo pelo buraco que havia aberto antes, ela disparava uma corrente de sua boca. O sal contido na água fazia com que as feridas anteriormente expostas de Swinub doessem mais, causando o dobro de dano.

Traga-o para mim — recoloquei o ponto e dei o primeiro sinal de vida. — O ponto havia caído da minha orelha, nem havia notado
Não acredito em você
Não precisa, lembra do meu codinome ? "Traidora"

Me ajoelhei perto do buraco que Carvanha havia feito para chegar ao rio, apanhando o porco que estava entre as presas da piranha.
Pode solta-lo — ela não dava o braço a torcer, mas eu não o puxaria com medo de machuca-lo ainda mais. — Irei raspar suas presas se não larga-lo
Rapidamente ela abria a boca e me entregava o pequenino. Seu corpo estava frio, o que era decepcionante, pois eu o usaria justamente para me aquecer, mas deixa-lo ali também seria crueldade, assim tomei a decisão mais óbvia possível.

Agora tenho um pokémon para me aquecer no frio
Você o capturou ? Swinub é o último pokémon que um criminoso gostaria de ter
Primeiramente, eu gostaria de reafirmar que meu objetivo principal é ser pesquisadora, além disso, eu já te disse qual é meu codinome, não sou uma criminosa comum, tome cuidado

emotions is only a mental disorder
r.
avatar
Masculino
Mensagens : 16

Pesquisador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato I — Betrayer

Mensagem por Sammy em Sex Fev 02, 2018 12:30 am

AVALIAÇÃO
Que texto bonitinho, ajeitadinho e com muitas emoções. Eu dei uma lida em sua ficha e já posso dizer; Não esperava mais, sua escrita é fabulosa.

Seu texto é tão suave e focado, ao mesmo tempo que conseguia me trazer um sentimento "Quero Mais", entende? Você transformou um tedioso Swinub em um tolo e fofo bichinho, eu sempre o vi como um porquinho sujo e pateta, mas seu texto conseguiu me dar uma nova visão a este pokémon. Sobre sua narrativa... ela tão perfeita e com ações tão certeiras, awn... quem me dera uma escrita assim... quero muito ler mais de Efi Oladele.

Enredo: 5.0/5.0
Escrita: 5.0/5.0
Total: 10

Ótimo


Carvanha, a piranha estressada, conseguiu 3 Níveis e com isto e está  Level 8, aprendendo Focus Enerfy.
Carvanha's HP: 80%

Status: Suas barbatanas estão congelando, além disso pequenas queimaduras de gelo estão se formando no seu tórax. Escamas estão jogadas pelo chão gelado.


Swinub, o porco bobalhão, foi capturado no Nível 7.
Swinub's HP: 10
Status: Seu corpo resistente e peludo o protegeu durante toda a batalha, no entanto está cansado e implorando por uma sonequinha.




avatar
Feminino
Mensagens : 496

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Efi Oladele em Sex Fev 02, 2018 11:15 pm

Betrayer
Ela está sendo ferida gradualmente, esse frio é mais do que ela consegue aguentar
Continue, está quase me fazendo chorar
Irei leva-la até o Centro Pokémon
Que tedioso

Abandonando a Tundra, eu agora estava passando pelas calçadas da vila. A paisagem era bem vazia, casas totalmente fechadas, árvores secas. O único movimento real eram os vendedores locais, em pequenas barracas se aquecendo da maneira que conseguiam, oferecendo o mel que haviam fabricado, mas não me serviam de nada. Adentrando o Centro, eu notava que ele era bem mais rústico que imaginei, porém a simpatia da enfermeira superava minhas expectativas. O lado bom de visitar aquele singelo local era a descoberta de que a floresta me levaria até a Route 21.

Então, o que está fazendo no meio da floresta ?
Eu perguntaria como você obteve essa informação, mas prefiro evitar a paranoia de estar sendo seguida
Pode apenas me responder ?
Você não tem coisa melhor para fazer ?
Estou trabalhando, fui designado para monitorar você, mas agora que comentou, lembrei que está na hora do meu banho
Essa informação é muito útil caso um dia eu descubra onde é sua casa, para que eu possa assalta-lo
Muito engraçado princesa, me diga, como vai sua análise de campo ?
Tudo limpo, apenas o cheiro doce da cidade que está se estendendo e incomodando meu nariz
Certo, te vejo em alguns minutos

Dialogar com pessoas não era tão comum para mim, preferia ficar com meus pensamentos, mas já que ele estava enfiado em meus ouvidos, não tinha muita escolha. Fora isso, aquela estrada estava fria e estranhamente vazia, sendo assim até que não era mal saber que alguém se importava com minha segurança. Chegando aos limites entre a floresta e a ponte, eu iniciei minha travessia.

Atchim! — para minha sorte, agora eu estava gripada.
Saúde
Você ainda está ai ? — verifiquei o ponto, ele estava mudo, o que me confundia.
Você não é muito nova para estar caduca, menina ?

Me aproximei lentamente do canto da ponte, abaixo dela havia uma espécie de fazendeiro, com uma fogueira acessa, assando marshmallow. Ele estava de cabeça baixa e com chapéu de palha, então não era possível ver seu rosto. Contudo, eu era criminosa, ele deveria ter medo, não o contrário.

O que faz aqui ?
Quando alguém diz saúde, você responde amém e não começa uma história idiota sobre a infância
Você tem razão, adeus

Pessoas da terceira idade tem tendência a serem rabugentas, exceto quando estão contando uma história de vida, então eram facilmente manipulados quando não podem compartilhar suas experiências com alguém. Enquanto tentava retornar, acabei por me deparar com um macaco vermelho.

Você quer sair ? Terá de ouvir minha história
O senhor não possui convicção na fala, acredito eu
Você tem uma língua muito afiada, deve tomar cuidado com quem fala

A situação realmente estava se tornando desconfortável, de um lado um macaco olhava de maneira raivosa, do outro, um velho fazendeiro se aproximava. Minha única saída era a mais difícil, porém como eu já disse, era a única. Corri barranco a baixo e me aproximei da água, com a pokébola de Carvanha sendo ativa, eu a preparava para o combate.

Não costumo começar batalhas inúteis, mas vi que não tem outro jeito
É, não tem outro jeito, Pansear use Play Nice!
Carvanha use Brine!

Como eu havia calculado, a piranha era a mais rápida, o que permitiu sua corrente de água ser disparada contra o macaco, que perdia o equilíbrio e caia no chão. Parte de seu corpo estava molhado, mas as ordens do fazendeiro eram claras, forçando Pansear a saltitar e mandar beijos para Carvanha, que relutou, mas acabou se tornando "amiga" do adversário, que reduziu seu poder de ataque.

Carvanha use Brine
Pansear atire isso nela

O fazendeiro era uma pessoa muito estranha, dando um balde com berrys para o macaco. Contudo, minha aliada era a mais rápida, principalmente após receber o bônus de sua habilidade, disparando mais uma rajada que causava um super efetivo bem animador no macaco. Devido ao corpo encharcado, a franja de Pansear começou a ferver, secando todo o seu corpo. Também assando os frutos, até ficarem torrados e duros, sendo atirados contra minha piranha.

Isso foi ridículo, mas valeu a tentativa, Carvanha termine com mais um Brine
Tola! Pansear use Scratch

A habilidade especial que minha piranha havia recebido era realmente formidável para os combates, pois permitia que ela decidisse num último golpe, quem venceria. Disparando a corrente de sua boca, para minha surpresa, ela errava o golpe, mesmo sem a precisão diminuída, isso pois Pansear a enganava, pois estava estático nos últimos dois ataques, então o salto era realmente algo novo para ela. Avançando com um brilho nas garras, ele arranhava o rosto da sombria, depois aguardava na ponta do lago.

Mergulhe!
Pansear use Leer

A piranha sombria era uma predadora fria, sabia o momento de dar o bote, assim, ela afundava nas águas escuras e aguardava o adversário. Pansear pensava que fazia bem ao intimida-la embaixo d'água, mas o brilho vermelho atraia a atenção de Carvanha, que aplicava um Bite e o puxava para dentro d'água.

—  Agora sim! Brine!

Num forte impulso, o macaco ia até a superfície empurrado pela corrente de água salgada, que como havia acontecido com Swinub, dobrava o dano devido aos ferimentos estarem expostos em determinadas regiões de seu corpo.

Da próxima vez, escolha melhor uma vítima

Arrumei os óculos e fui lentamente retornando a estrada que levava a ponte, dando um pequeno sinal a piranha, que disparava uma última rajada d'água e apagava a fogueira do homem. Com a moral bem alta, eu realmente estava "me sentindo", seguindo jornada para a Route 21.

Isso foi maldade
Não está orgulhoso ?
Extremamente orgulhoso

Spoiler:
Não sabe como me deixa feliz sua avaliação. O trabalho na ficha foi bem básico, pois queria justamente surpreender na narração. Talvez suas expectativas decaiam com o futuro, mas espero conseguir manter um bom padrão.

Dados
emotions is only a mental disorder
r.
avatar
Masculino
Mensagens : 16

Pesquisador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato I — Betrayer

Mensagem por Sammy em Sex Fev 02, 2018 11:42 pm

AVALIAÇÃO
Fico feliz pelo recadinho no final do Post, é sempre bom conversar com os membros. Enfim, vamos a avaliação! Sua narração e originalidade continuam intactas, tão boas quanto nas primeiras aventuras. Porém... está acabou sendo muito focada apenas no Treinamento de Carvanha... não teve nenhuma emoção quanto na aventura anterior... além disso, a batalha foi tão curtinha. Por fim:

Enredo: 3.0/5.0
Escrita: 5.0/5.0
Muito Bom


Carvanha, a piranha estressada, adquiriu 2 Níveis e além disso encontrou uma Potion. Carvanha está level 10. Efi recebeu 160¥.



avatar
Feminino
Mensagens : 496

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato I — Betrayer

Mensagem por Sammy em Dom Fev 04, 2018 11:45 am

FINALIZAÇÃO
Rota finalizada... você agora tem direito a um despojo! Você ganhou:

7.
Você adquiriu uma Hyper Potion, esta será entregue dentre alguns minutos.

Link do Sorteio

Favor avisar o fechamento da rota, e não criar outro tópico de uma hora para outra ^u^



avatar
Feminino
Mensagens : 496

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato I — Betrayer

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum