Últimos assuntos
» [Parceiro] Bulba RPG
Dom Abr 15, 2018 9:44 am por L Mars

» 01 - Cayley Volcano Gym
Qua Fev 28, 2018 2:08 pm por Apollo

» [Dados] Apollo
Dom Fev 25, 2018 8:19 pm por Dados

» [Dados] — Sammy
Sab Fev 24, 2018 9:04 am por Dados

» [Cap.6] — Tales of a Dragon
Qui Fev 22, 2018 11:13 am por Sammy

» [CHROMA CITY] Cayusta
Sex Fev 16, 2018 1:11 am por Sammy

» [Evento] Poké - Folia
Sex Fev 16, 2018 1:09 am por Sammy

» #02 — Aurille News
Sex Fev 16, 2018 1:08 am por Sammy

» [CD] Cayusta
Qui Fev 15, 2018 1:30 pm por Dados


[Cap.4] — Chroma Sing

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Sammy em Sab Jan 20, 2018 3:00 pm

Chroma Sing
Seguíamos Delibird sem medo e com bastante coragem, quanto mais saiamos da rota mais próximos ficávamos das luzes e música de Chroma City. Seguir aquela ave não era um dos meus objetivos, mas meu coração era mole e também falava mais alto, eu precisava ajuda-lo nesta "vingança". O pinguinzinho saltitava entre os carros e os prédios procurando o homem ou o pokémon que haviam incendiado sua casa, ele procurava com bastante pressa ao mesmo tempo que observava cada monumento da cidade.

Lickitung e eu ficávamos realmente maravilhados com a cidade, era um lugar elegante e chique, uma cidade magnífica ou melhor animada. Em cada esquina havia cantores, atores, humoristas e até mesmo mímicos tentando ganhar a vida com arte. Fotografava cada pessoa ou talento que encontrava pela rua, pessoas tinham seu próprio estilo, uma cidade que havia tocado em meu coração, porém não podia ficar lá por tanto tempo. Delibird continuava procurando o homem e o Pokémon, infelizmente eu não poderia curtir a cidade, por enquanto.

[hideedit]
avatar
Feminino
Mensagens : 251

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Sammy em Seg Jan 22, 2018 3:58 pm

Chroma Sing
Tantos monumentos, cores, canções e arte em Chroma City. Era decepcionante saber que não poderíamos curtir nem um pouco, nada de ver um show, nada de curtir um museu ou stand-up. Andamos pelas ruas decoradas, tirando fotos ao mesmo tempo que tentávamos seguir o aflito Delibird.

Parávamos Delibird por alguns minutos, loja de TMs havia me chamado bastante atenção. Este é um tipo de loja que nunca frequentei, mas sempre ouvi bastante. Porque não gastar um pouco de dinheiro com o meus Pokémons e seus movimentos. Adentrava a loja empurrando a porta giratória, olhava para as prateleiras de discos, eram tantos CDs de cores chamativas e títulos intrigantes. Recolhia um de cor escura chamado "Payback", era bem barato e muito bonito. Delibird esperava na entrada do local, algo chamava sua atenção e este seguia nos deixando para trás.



[hideedit]
avatar
Feminino
Mensagens : 251

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Janna em Seg Jan 22, 2018 4:25 pm

TM Payback entregue.
avatar
Mensagens : 189

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Sammy em Sab Jan 27, 2018 8:24 pm

Chroma Sing
O pinguim encontrava algo e o seguia sem nós dar satisfação. Corria atrás do Pokémon, esperando que Lickitung fizesse o mesmo. Seguimos a pequena ave por todo o calçadão, desviamos de latas de lixo e pessoas evitando qualquer tipo de confusão. Depois de cinco ou mais minutos, chegávamos no destino da criatura, um museu.

O pássaro generoso seguia dentre a porta giratória, entravamos no requintado lugar nos deparando com várias esculturas e pinturas caríssimas. A criatura farejava algo com o seu bico e corria entre os corredores, ele chamava atenção de algumas pessoas por alguns segundos mas estas logo retomavam seus olhares para os quadros. Acompanhamos o pokémon, e com surpresa encontrávamos o mesmo cão endiabrado que vimos anteriormente. Ele grunhia e olhava fixamente para o pinguim, e então seguia seu caminho correndo dentre o museu, junto dele o pinguim que não desistia. Lickitung coçava sua careca tentando entender a situação, eu quase que sentia o mesmo, mas de qualquer forma a minha curiosidade me levaria ate o final daquilo. Recolhia uma das mãos do rosado e então íamos em direção a confusão.

Entravámos em uma das portas do grande corredor e esta estava com um grande aviso "em manutenção", era estranho mas a curiosidade era muita, abria a porta com muita facilidade usando a maçaneta, encontrando uma sala escura e empoeirada com quadros e outras velharias. Como o esperando encontrávamos não só o cão como também seu Treinador. Aquele homem usava as mesmas roupas que anteriormente, não tinha ideia de quem ele era ou o que ele estava fazendo, mas parecia muito ser um espião ou algo do tipo. Ele se mantinha parado em frente uma estatueta, agachado ele remexia em sua bolsa procurando, talvez, uma ferramenta. Me aproximava do homem misterioso e então gritava na tentativa de assusta-lo - Eeei! O que você está tramando ai? - Perguntei de forma irônica ao mesmo tempo engraçadinha. Ele se virava  rapidamente e olhava para mim revelando por alguns segundos seus lábios, ele puxava a mascará de lã completamente para baixo junto dela, colocava de volta em seu rosto suas lentes de visão noturna na tentativa de preservar sua identidade. O estranho se levantava daquela posição, revelando ser bem alto e magro, não possuía nenhum músculos ou algo do tipo. Ele suspirava junto de sua voz eletrônica e um pouco deformada, com isso tornava a falar - Tchi... vocês ainda querem me seguir? O que eu fiz não foi feito por nada, foram ordens! - Tentava explicar, porém o pinguim se mantinha na ofensiva e então piava  - Del! Delibird! - Tentei acalmar a situação, pegava o pequeno no colo com bastante esforço e então tentava dialogar dando razão para o Pinguim - Ahm... você destruiu a casa dele, você merece ser preso ou algo pior, seu otário! - Ofendia o homem que logo fechava seu rosto, ele passava sua mão em seu quadril e recolhia uma Pokébola de seu bolso ao mesmo tempo que chamava o cão com um assobio - Tchii... vamos resolver isso agora mesmo... tchii... no estilo clássico... tchii... vá Purugly - Dizia ele com muita dificuldade, ao mesmo tempo que tentava invocar uma de suas criaturas para a batalha. Olhei confusa para o homem então perguntei - Ahm... vamos batalhar? Aqui? Tudo está acontecendo tão rápido... - Disse confusa e um tanto quanto nervosa - Tchi. Não vejo problemas... não é dinheiro meu! Tchi... - Ele respondia de forma irônica e debochada, ele não nós deixaria sair dali sem uma batalha. Olhava para Lickitung e então colocava Delibird no chão, eles teriam que vencer aquela luta, querendo ou não - Tá! Rapazes, essa batalha não vai ser nada divertida... Mas vamos lá! - Ordenei. Os Pokémons pulavam em frente ao cão, enquanto o estranho homem liberava uma gata imensa para a batalha.

- Tchi. Purugly Attract e Houndoom Nasty Plot, vão agora... tchi... - Comandava os Pokémons com força e ordem, apesar de todos os defeitos daquele cara, ele parecia ser um bom treinador. Olhei fixamente para os olhos dele por alguns instantes e então também ordenava os meus companheiro - Rosado, tente sei lá Supersonic! E pinguim, faça o que você faz de melhor.   -

Apesar de seu peso e músculos, a Tigresa conseguia ser bem rápida. Ela seguia em direção ambos os pokémons e então piscava para eles, um pequeno coração se formava e se dividia então flutuava na direção de Lickitung e Delibird. Ambos ficavam atraídos pela imensa gata e evitavam ataca-la, a paixão era forte. Enquanto o Cachorro Demoníaco rugia com gloria, ele sentia mais forte  e sua aparência se tornava um pouco mais brilhante.

A batalha poderia muito bem se manter apenas naquilo, eu não me importaria até porque nada sairia quebrado. O meliante voltava a dar ordens para o seu pokémon, mas desta vez ele fazia questão de deixa-los um pouco mais agressivos - Tchi... Acabe logo com isso Fire Fang no pássaro e Faint Attack no linguarudo. - Disse ele controlando seus devidos Pokémons. Tive a certeza que meus Pokémons não resistiriam, mas não podia deixa-los na mão e então arrisquei - Pessoal! Parem de bobagem! Lutem com tudo! Lickitung Knock Off nessa gorda! Galinho joga coisas neles! - É... talvez eu tenha me desesperado.

A gata corria velozmente em direção a Lickitung o atropelando e o arremessando para cima devido ao impacto. Em seguida o cão fazia surgir fogo em sua boca, usando as chamas ele mordia o pinguim com bastante força o fazendo desmaiar de uma só vez. Restando apenas Lickitung ferido.

A batalha estava pegando fogo, literalmente. Eu não iria conseguir derrota-los sozinha, mas levaria aquela tigresa junto de Lickitung. - Lickitung! Pegue algo bem pesado e duro, quebra na cabeça desse bicho imenso! - Disse. O homem tentava entender minha estratégia e então ordenava - Tchi...Purugly, Fury Swipes. Houndoom Inferno. -

O pokémon obeso corria contra Lickitung, no entanto, a língua do rosado era bem mais rápida. Ele conseguia segurar uma estátua de concreto e arremessava contra a gata, a mesma não resistia e desmaiava assim como o pássaro de neve. Houndoom disparava uma labareda quente contra Lickitung, seu oponente conseguia desviar com sorte, porém saia com a cauda queimada. Lickitung estava muito cansado, não poderia continua batalhando naquele estado. Ele desacordava em meio da arena.

LOG:


____________________________
• Turn 1: Purugly's Attrack
• Turn 2: Houndoom's Nasty Plot
• Turn 3: Purugly's Faint Attack
• Turn 4: Houndoom's Fire Fang
• Turn 5: Purugly's Fury Swipe
• Turn 6: Lickitung's Wrap
• Turn 7: Houndoom's Inferno
____________________________

O homem gargalhava e retornava seus Pokémons. Eu não conseguia ter reação, apesar de sido derrotada, era incrível ver tanta força e disciplina em apenas dois Pokémons. Aquele estranho caminhava ate a direção de Delibird, ele se agachava e colocava as mãos dentro da cauda da criatura, ele recolhia do pequeno saco uma joia de cor azul, olhava para o meu rosto sem emoção e se levantava. Ele retirava do coldre em sua perna uma Pistola de Gancho, mirava-a para cima e disparava. O gancho ia em direção de uma pilastra, penetrando uma parte do mármore e assim ficando bem firme, em seguida o homem voltava a puxar o gatilho e desta vez era puxado em direção a decoração, ele antes mesmo de chegar ate o final do percurso saltava contra uma janela a quebrando e assim fugindo de forma sigilosa.

Me mantive sem emoção e também assustada. O pequeno pinguim continuava deitado ao chão com bastante ferimentos e dor, Lickitung se levantava com muito esforço, ele olhava para o cenário e corria em minha direção, me abraçava e me olhava muito confuso. Recolhia o pinguim em meus braços e partia para fora daquela sala e daquele museu juntamente de Lickitung.

Sem ideias, dinheiro e com dois pokémons feridos em mãos, me sentia uma caçamba de lixo. Eu não conseguia ter nenhum tipo de emoção, apenas me sentava na calçada e tentava pensar em algo. Lickitung se sentava comigo, colocava a língua para fora e fechava seus olhinhos, pegando no sono quase que instantaneamente. Olhava para o lado e para o outro, encontrava várias pessoas e carros nada fora do comum. Voltava a olhar para a rua, mas para minha surpresa uma criatura surgia em minha frente, ele me olhava risonho enquanto balançava uma moeda presa a um fio dental em minha direção. Assustada acertava o rosto do pequeno com um tapa e ele respondia com um gemido - Drowzee... - Ele parecia tão cansado quanto Lickitung e eu, ele atirava a moeda para longe e voltava a olhar para o meu rosto, ele se sentava em meu lado então soltava outro gemido
- Drowze... Drowzee. - Ele era bem feio, mas também era muito simpático. A pequena anta amarela observava Delibird ferido em meu colo, apontava com uma de suas unhas para uma rua, o gorduchinho amarelado tentava dialogar de qualquer forma mas de nada adiantava. Ele levantava seus dois mindinhos, aquela pequena criatura nós fazia flutuar com seus poderes, ele nós carregava para dentro de um Poké Centro e então nós deixava de forma segura dentro daquele pequeno hospital. Ele acenava e se sentava em uma das cadeiras, ele apalpava o acento ao seu lado como se estivesse pedindo para mim sentar ao seu lado, era uma situação bem estranha. O pokémon movia suas mãos em direção a dois rapazes, aqueles homens de alguma forma seguiam as ordens daquele pokémon, eles carregavam o Lickitung dorminhoco e o pássaro desmaiado para dentro de um consultório, me mantive aterrorizada com as habilidades daquele pequeno Pokémon, como ele poderia ser tão forte?  

LOG:


____________________________
Item Utilizado: Nenhum
Item Encontrado: Nenhum
Pokémons Derrotados: Purugly
Pokémon Treinados: Lickitung
Pokémons Capturados: Drowzee
Captura Amigável: Drowzee
Dados: Aqui
____________________________



[hideedit]
avatar
Feminino
Mensagens : 251

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Janna em Dom Jan 28, 2018 1:53 pm

AVALIAÇÃO
Tá, sua postagem era um treino e uma captura amigável, mas não pude identificar onde eles se tornavam diferentes. Da próxima vez, você poderia sinalizar para ficar mais fácil de o leitor entender. A luta desenrolou de forma estranha para quem lê apenas esse capítulo de sua história, deixando-a um tanto vaga. Drowzee apareceu do nada e você o capturou, de uma forma BEM corrida, que não é do jeito que sua rota sempre foi. Um outro negócio: os tiques da personagem criminosa que você colocou, eram muito irritantes.

Enredo:3/5
Escrita: 4/5
Total: 7/10
Bom

avatar
Mensagens : 189

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Sammy em Qui Fev 01, 2018 7:07 pm

Chroma Sing
Ficávamos no PokéCentro durante algumas horas. O pequeno pokémon Psíquico nós acompanhava e ajudava sem mais nem menos. Pensava em tê-lo como um companheiro, porém sentia algo muito suspeito no pequeno. Uma das enfermeiras se movia para fora do balcão, em suas mãos uma prateleira com uma Pokéball e além disso dois Pokémon bem humorados a seguindo.

Infelizmente não podia ajudar Delibird em sua causa, este também parecia ter desistido e encarado que aqueles Pokémons eram bem mais fortes que ele. Lickitung corria em minha direção e se colocava em meu lado, ele me entregava sua mão e sorria, com muita certeza estava feliz em me ver. Enquanto Delibird se mantinha depressivo. Fui até o pequeno e me ajoelhava, retirava de minha bolsa uma pequena Pokébola e então começava a dizer - Pode parecer chato e demorado... Mas sua "vingança" vai ter que esperar, você é tão fraquinho e consegue só jogar presentes no campo... Que tal treinar um pouco? Vai ser divertido. - Tentava traze-lo para a Equipe. Ele olhava fixamente para a Pokébola e então comemorava. Com seu bico ele por si só pressionava o botão, sendo capturado de forma apropriada. A criatura amarelada e também esperta, aplaudia toda a situação, ele flutuava até nós e gargalhava enquanto balançava sua tromba. Eu não sabia qual era a daquele Pokémon, mas não importaria se ele nós seguisse assim como Delibird havia nos seguido.

Agora nós colocava em direção ao Baylute Sea, o mar congelante. Era melhor nós prepararmos com roupas aconchegantes e quentes, o frio daquele lugar seria grande.

Fechar a Rota


[hideedit]
avatar
Feminino
Mensagens : 251

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Janna em Qui Fev 01, 2018 7:17 pm

AVALIAÇÃO
Rota fechada.

Espólio
Revive
Prova aqui

Pode prosseguir, menina mulher!
avatar
Mensagens : 189

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Cap.4] — Chroma Sing

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum