Últimos assuntos
» [Dados] Minerva
Hoje à(s) 2:44 am por Dados

» [Pokédex] Minerva
Hoje à(s) 2:43 am por Minerva

» [BOX] Minerva
Hoje à(s) 2:36 am por Minerva

» [M&T] Minerva
Hoje à(s) 2:34 am por Minerva

» i — CRESÇA!
Hoje à(s) 1:54 am por Janna

» VI - Route 32
Hoje à(s) 1:37 am por Janna

» [Dados] Apollo
Hoje à(s) 1:35 am por Dados

» [Ficha] Minerva O. McConnell
Hoje à(s) 1:18 am por Dados

» Genealogia de Gaia
Hoje à(s) 12:30 am por Brigitte


[Capítulo 01] O Despertar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Sab Jan 06, 2018 8:47 pm

Hello! I'm Ariella
Awake my soul and sing
O despertar poderia ser facilmente interpretado como uma forma de você acordar de algo, fora exatamente o que acontecerá com Ariella. A jovem pareceu despertar de um sono profundo e inóspito por conta da cama que não era lá muito boa.

A jovem decidirá começar a sua jornada exatamente naquele dia, nem ao menos despediu-se de sua avó e logo começará a explorar a ilha de Honey.

Ao seu lado encontrava-se Aura, a linda e maravilhosa Audino que ganhará de seus pais antes mesmo dela nascer como forma de presente e também que eles sempre estariam ali para ela, mesmo não estando presentes.

Esse será um dos principais mistérios que a jovem tentaria resolver enquanto conhece novas pessoas interessantes, novos parceiros para a sua jornada e principalmente se divertir bastante. Ariella estaria pronta para despertar-se por completo?


avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Dom Jan 07, 2018 12:19 am


O DESPERTAR ج
AT ONE O'CLOCK IN THE AFTERNOON


A ilha de Honey, tão adorável e um dos melhores lugares para morar na região de Aurille. Ariella gostava bastante de morar naquele lugar, todos eram bastantes atenciosos e viviam em paz sem quaisquer tipos de brigas generalizadas. Mas, infelizmente não era o caso de algumas pessoas, principalmente os Golden. Era a família mais rica da ilha e eles esbanjavam dinheiro e poder pela ilha, todos tinham inveja do grande poderio que eles possuíam. Mas, Ariella não tinha inveja, muito pelo contrário, ela tinha nojo deles.

Os Golden era pessoas fúteis e gananciosas que faziam de tudo para agradar a filha, Maise. Esta garota por algum motivo encucou de que Ariella tem alguma rixa com ela e faz de tudo para ferrar com a vida da morena.

Deixando essa história de lado, cujo seria contada mais tarde, Ariella encontrava-se em um dilema intrigante. Mesmo começando a sua jornada agora, quais seriam os seus primeiros passos ao lado de Aura, a sua Audino? — Aura o que acha de explorarmos a ilha um pouco? Quem sabe não encontremos um amiguinho para você fazer amizade ou até mesmo inimizade, não é mesmo? — Indagava a jovem enquanto sorria para a Pokémon da cura. Audino pareceu gostar da ideia da criadora e logo as duas partiriam pelas ruas da ilha.

Podia não parecer, mas a ilha era completamente grande, os bairros eram divididos separadamente e somente tinha os Golden de ricos ali que eram as principais causas de confusões na ilha.

Enquanto Ariella começava a andar pelas ruas da ilha, uma senhora de idade estava deitada no chão e toda ralada. Supostamente um acidente aconteceu ali e Ariella assim que viu a cena rapidamente se preocupou com a senhora, indo em sua direção para ajudá-la, mas a moçoila não conseguia identificar, pois estava um pouco longe dela. Mas, assim que a criadora conseguia tomar uma direção perfeita, ela pode reconhecer que a senhora que estava ali na verdade se tratava de sua avó. Mas, ela não estava em sua casa? O que ela fazia ali sozinha? — Ai meu deus vó o que aconteceu? Porque você está toda ralada desse jeito? Eu falei para a senhora ficar em casa cuidando de sua saudade e você está aqui sozinha nas ruas, você não me escuta mesmo né? — Proferiu Ariella enquanto questionava a avó por conta de sua queda, mas a velha não estava com uma cara muito boa. Ela estava assustada e isso logo fora percebido pela criadora.

Ariella tentou descobrir porque ela estava desse jeito, mas a senhora não conseguia dizer nenhuma palavra sequer, ela estava praticamente paralisada. Era como se alguém tivesse lhe ameaçado tão forte que causou todo esse pânico generalizado nela. — Meu deus vó fale alguma coisa! Eu estou começando a ficar preocupada. O que você viu ou quem quer que tenha feito isso com você, por favor me diga! Eu preciso saber! — Dissera a jovem enquanto lágrimas derramavam de seus olhos. A senhora rapidamente fechou os olhos, não tendo forças o suficiente para aguentar o que quer que tenha feito isso com ela. — Não por favor... Fica comigo vó, não se vá! Eu só tenho você comigo, por favor! — proferiu triste, ela não conseguia fazer nada para salvar a sua avó. A avó de Ariella havia acabado de morrer bem na sua frente, era uma cena que a jovem nunca iria esquecer.

Quem quer que tenha feito tamanha barbaridade provavelmente já estava bem longe dali, mas o que de fato aconteceu? — Porque você fez isso comigo Deus? Porque você tirou os meus pais de mim? Porque você matou a minha avó? Porque você quer me ver sofrer? Porque? — Dissera a jovem enquanto várias lágrimas continuavam descendo de seu semblante tristonho. Eram tantas perguntas sem ser respondidas que nem mesmo Ariella poderia responder por si própria.


Passou-se algum tempo enquanto que a jovem aguardava alguém chegar para socorrer a sua avó, mas enquanto que alguém não chegava Ariella percebia que um bilhete estranho estava sob um dos bolsos da roupa de frio de sua avó e curiosa, ela pegava o bilhete mesmo chorando e assim que abriu, ela estava em choque com o que encontrara.


O que era isso afinal? Porque essa carta estava nas roupas de sua avó? Seria a pessoa que estaria talvez por trás da morte da senhora de idade? — Quem fez isso? Quem é esse filho da puta? — Proferiu a jovem enquanto secava as suas lágrimas. Seu semblante já não era mais choroso, mas sim de fúria. Ela estava praticamente correndo para ir a tal orla, mas não poderia sair dali enquanto alguém não chegasse para cuidar da senhora.

Depois de algum tempo o socorro veio tentar reanimar a senhora, mas eles não conseguiram fazer nada para salva-la. Ela tinha realmente morrido, mas a culpa não era deles, mas iriam analisar todo o caso e entrariam em contato com a jovem Ariella enquanto que ela agora poderia caminhar finalmente para a orla da ilha para tentar descobrir pistas sobre aquilo. Mas, afinal o que estava acontecendo?

Junto de Audino, Ariella seguiu para a orla da ilha e não encontrou nada, apenas o mar que estava indo e vindo de diversas direções, era uma bela cena, mas não para aquele momento triste. Quando a jovem se virou para olhar Aura, ela pode ver um homem mascarado parado em sua frente e ele segurava algo familiar para Ariella. Era um item de herança que pertencia aos Farrier, a família de Ariella.


O rapaz estava com uma esfera bicolor em mãos e supostamente a jovem teria que o vencer se quisesse a próxima pista, mas quem era ele? Seria o assassino de sua avó ou uma pessoa que fora mandada para lá por outra pessoa? — Então foi você quem matou a minha avó? Fala seu filho da puta antes que eu te decepo agora mesmo! Aura fique atenta a qualquer movimentação suspeita. Deixa que desse cara eu cuido direitinho. — Proferiu a jovem enquanto falava com a sua Pokémon do tipo normal.

O mascarado deu um riso irônico para a jovem e ela não entendeu muito bem o porquê daquilo. — Pobre garota... Não eu não matei a sua avó tola! Ela morreu? Que pena... Adoraria tê-la conhecido. — Dissera irônico e Ariella tentava reconhecer a voz, mas não conseguia descobrir por conta de ela ser uma voz robótica e grossa. Quem era o tal mascarado? — Seu desgraçado! Vamos parar de falar da minha família? Você não nos conhece, não tem direito nenhum de me difamar! Quem é você e porque me chamou aqui? — Disse brava enquanto que o homem novamente deu um riso irônico. — Acho que você não entendeu muito bem como as coisas funcionam garota, eu mando, você obedece! Simples assim! E eu ordeno que você abaixe o seu tom de voz ao falar comigo, está me ouvindo? — Dissera aproximando-se da garota e pegou com as suas mãos no pescoço dela enquanto fingia um enforcamento. — A partir de agora você vai aprender a não mexer conosco, sua órfã! — Disse dando um tapa na cara da jovem e então jogou-a no chão com força.

Aura aproximou-se do homem para defender a sua treinadora e logo atingiu-lhe com um poderoso Pound que o derrubou no chão, mas ele logo sacava uma esfera bicolor e lançava-a para o alto e então materializou em um Vanillite. — Vanillite meu preciso floco de neve, vamos atingir essa Audino com um Icicle Spear! — Disse o mascarado e logo Ariella levantou-se do chão pronta para dar as devidas ordens para Aura. — Aura não deixei que ele lhe intimide e então use um duplo Pound nele! — Balbuciou a jovem criadora e então a batalha começava animada.

Audino era muito mais rápida e precisa do que o Pokémon sorvete azulado e logo demonstrava a sua grande velocidade em batalha quando avançou próximo dele e logo desferia um poderoso tapa. O rival sentia o movimento lhe atingir e então mesmo atordoado atingiu a Pokémon rosada com vários pingentes de gelo que saiam de seu corpo e logo golpeavam Audino em cheio, foram quatro camadas de gelo em cima dela, mas eram tão fracas que quase não causavam dano na Pokémon curadora. A mesma logo se recompôs e então atingiu-lhe com outro tapa poderoso, lançando o sorvete para longe. Ariella estava bastante nervosa, não era a primeira batalha de sua Audino, mas ela estava temerosa pois era a sua primeira batalha oficial como treinadora e qualquer erro poderia acabar mudando o rumo daquela partida. — Vamos lá Audino mantenha com um duplo Pound! — Dissera sorrindo para a rosada que logo fez a vontade da treinadora e partiu em direção do rival. — Não deixe com que ela lhe intimide Vanillite e use o seu Astonish agora! — Proferiu inconformado com aquilo.

O segundo turno começava bastante agitado quando Audino se esquivava do rival e conseguia atingi-lo com um tapa poderoso que acabou levando o Pokémon rival ao chão, mas ele ainda estava consciente e logo flutuou na direção da jovem com um grito agudo e irritante que fez a Pokémon levar um dano considerável e fazendo-a ter as suas patas bambas de medo. Audino mesmo estando naquele estado não iria falhar com a sua treinadora e logo atingia a rival novamente com outro tapa forte. Mais alguns e logo aquele Pokémon sorvete iria cair no chão, mas Vanillite não deixava barato o tapa e gritava novamente, mas foi tão alto que acabou ensurdecendo a rival, fazendo com que ela se encolhesse ainda mais de medo.

Ariella mantinha-se confiando em sua pokémon e sabia que ela  iria vencer aquele mascarado facilmente. — Vamos lá Audino duplo Pound de novo, eu confio em você minha preciosa! — Proferiu animada e logo a sua pokémon avançou na direção do rival de novo, superando aquele medo todo. — Não vamos deixar isso acontecer! Astonish duplo Vanillite! — Balbuciou sorrindo maliciosamente, deixando Ariella nervosa. Mesmo sendo mais forte do que a pokémon curadora, ela conseguia driblar o rival e atingiu-lhe com outro poderoso tapa que foi o suficiente para nocauteá-lo. O mascarado ficou de cara no chão quando isso se concretizou. Mas, Vanillite era tão fraco que mesmo tendo mais níveis, não adiantava muito. Audino estava ofegante daquela batalha e precisava de um descanso breve.

O mascarado pegava a esfera bicolor do pokémon derrotado e logo retornava-o para a sua devida esfera. Enquanto isso o mesmo deixava cair o objeto da família de Ariella, ela não tinha entendido porque estava com ele, mas ignorou e então recuperava a gema rosa, uma Fairy Gem que aumentava o poder de golpes do tipo fada.


Dados escreveu:• Dado de 2 Estrelas para um Item:
- TM de Status escolhido: Calm Mind.

• Dado de Treinador
- Um homem de minha trama onde irá ficar surgindo em alguns momentos.

Link dos Dados: Aqui




avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Apollo em Dom Jan 07, 2018 1:08 am

AVALIAÇÃO
Gostei de sua forma de descrever o ambiente e amei a forma na qual você conseguiu desfrutar do dado de treinador para desenvolver a trama de sua personagem. A batalha foi corrida e simples, mas não culpo-lhe, afinal extremamente complicado pensar em uma combinação mirabolante tendo uma carência de movimentos. Sendo assim, acredito que tudo foi bem executado e a sua personagem possuí um futuro promissor na região de Aurille. O único grande problema em sua rota foi o tamanho da letra, que para certas pessoas — como eu — pode ser um pouco complicado para ler. Precisei aumentar o zoom da página para poder ler com clareza, então recomendo que aumente um pouco nos próximos textos. Sendo assim, suas pontuações são:

Enredo: 5.0/5.0
Escrita: 4.5/5.0
Total: 9.5/10.0
Muito Bom

Audino's HP: 74%
Audino encontra-se com dolores musculares devido as pancadas gélidas.


Audino, subiu 2 níveis, chegando ao nível 7. Ariella recebeu 160¥.
avatar
Masculino
Mensagens : 480

http://aurille.forumeiros.com
Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Dom Jan 07, 2018 12:39 pm


O DESPERTAR ج
AT ONE O'CLOCK IN THE AFTERNOON


Momentos depois do homem ir embora, Ariella recebia um telefonema suspeito e estranho, era um número desconhecido... — Ariella? Certo? Nós analisamos o corpo de sua avó e encontramos veneno nele... Alguém tentou mata-la com veneno! Eu sinto muito. — Balbuciou o homem na ligação enquanto que Ariella descia lágrimas de seu semblante tristonho novamente. Quem faria tamanha barbaridade com uma senhora de idade assim?

A pequena criadora estava basicamente em choque total com aquela afirmação, mas ela não poderia fazer nada. Porém ela iria ter a sua vingança com a sua avó e também encontrar os seus pais, ela estranhava que estes dois fatos estavam ligados em um só, mas não tinha qualquer pista para comprovar a sua teoria de iniciante. Deixando isto de lado, a jovem decidiu caminhar pela ilha para tentar encontrar alguma coisa interessante para ela esfriar a cabeça, mas estava tão frio que Ariella não conseguia nem ficar parada sem começar a tremer ou a ranger os seus dentes.

A jovem não podia enfrentar aquele vilão apenas com uma Audino que só sábia dar tapa, ela precisava fortalecer a sua equipe e criar novos laços de amizades com outros pokémon selvagens e ainda tinha que dedicar-se a sua carreira como Criadora, mas com tudo isso ocorrendo em sua vida fica completamente difícil focar em Criação Pokémon. — Onde será que esses pokémon costumam estar? Espero conseguir um novo parceiro em breve para você fazer amizade Aura! — Balbuciava a jovem enquanto sorria para a sua parceira que estava andando ao seu lado.


Ariella ainda continuou tentando caçar algum monstrinho de bolso, mas não conseguiu encontrar nada em menos de quarenta minutos de procura. A maré de azar finalmente havia chegado para a garota, mas o que ela poderia fazer se todos os pokémon do local eram ariscos e não queriam encontra-la? Mas, tudo estava prestes a mudar no destino daquela jovem criadora.

Enquanto andava pela ilha Ariella encontrou uma pequenina pokémon, ela era rosa e amarela e tinha uma boca de dar inveja. Quem era aquela pequena? A criadora rapidamente acessou o seu aparelho rubro para adquirir novas informações a cerca daquela criatura nova.


Smoochum, a Pokémon Beijo. É a forma pré-evoluída de Jynx. Esta Pokémon adorável tem lábios sensíveis que usa para explorar e examinar ou então os usa para investigar objetos. Sempre que a chance chega, ela procurará o seu reflexo para se certificar de que seu rosto não ficou sujo.

Ariella conheceu cada informação interessante sobre a pokémon que logo se interessou ativamente por possuí-la para si.— Vamos lá Audino é a nossa segunda batalha oficial e iremos capturar essa Smoochum para a nossa equipe! Mas antes toma esse disco aqui, é o Calm Mind que você irá usar bastante! Agora vamos começar a batalha com um duplo Pound contra ela! — Proferiu animada enquanto ensinava o novo movimento para a sua pokémon, aumentando o seu arsenal de movimentos.

A pokémon de Ariella logo partiu para cima de Smoochum dando um poderoso tapa que acabou levando a pokémon bebê ao chão, mas ela aguentou muito bem e logo contra-atacou com uma lambida em Audino, mas nada aconteceu por ela ser imune a movimentos do tipo fantasma. Mesmo assim a pokémon não desistiu e enfrentou as barreiras do impossível e conseguia desferir outro forte tapa na Smoochum, enfraquecendo-a.

A rival não gostou nada disso e logo desferia um tapa forte também, mas era tão fraco que a pokémon apenas conseguia sentir cócegas. — Vamos lá Audino, agora comece com uma sequência de Pound! — proferiu animada enquanto que a pokémon rival logo avançou furiosa na direção da Smoochum, desferindo o tapa perfeito que acabou fazendo com que a bebê batesse a cabeça e sujasse seus lábios de terra. A Smoochum brava logo avançou na rival tentando lambe-la novamente, mas não funcionava com Audino. Aquela pokémon precisaria ser bastante treinada, pois ainda era uma bebê.

Ariella sorriu cada vez mais com isso, faltaria pouco e logo a Smoochum cairia derrotada no chão. Audino rapidamente desferia um último tapa na rival e isso fez com que Smoochum não aguentasse e caísse no chão desmaiada. Ela tinha usado todas as suas
forças contra Aura, mas não haviam funcionado contra a pokémon da moçoila. — É isso aí Aura! Meus parabéns! Conseguimos derrota-la! Pokébola vai! — Proferiu animada enquanto lançava uma esfera bicolor na direção da rival enquanto estava esperançosa se iria conseguir captura-la ou não. O que aconteceria agora?


Dados escreveu:• Dado de 1 Estrela para um Pokémon de Swarm:
- Pokémon escolhido: Smoochum

Link dos Dados: Aqui




avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Apollo em Dom Jan 07, 2018 1:12 pm

AVALIAÇÃO
Sua escrita continua impecável. Cada palavra lida dá ao leitor uma vontade maior de continuar lendo, graças ao envolvimento da trama da personagem com postagens até mesmo mais simples: como uma mera captura. O único problema desta vez foi, de fato, a batalha corrida. Talvez para que passasse um pouco mais de emoção, poderia ter durado por mais um ou dois parágrafos, apesar de Smoochum ser um Pokémon bebê e não possuir status de defesa tão altos. Isso acabou não passando tanta emoção, principalmente que tratava-se da primeira captura da sua personagem. Entretanto, espero poder continuar acompanhando a trama de sua personagem com minhas avaliações. Veja sua pontuação logo abaixo.

Enredo: 2.5/5.0
Escrita: 5.0/5.0
Total: 7.5/10.0
Bom

Audino's HP: 55%
Audino encontra-se ainda com dores e levemente enojada por estar molhada de baba.


Audino, subiu 1 nível, chegando ao nível 8. Ariella encontrou 2x Pokéball e 1x Potion.

Smoochum foi capturada no nível 7.
avatar
Masculino
Mensagens : 480

http://aurille.forumeiros.com
Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Ter Jan 09, 2018 4:16 pm


O DESPERTAR ج
AT ONE O'CLOCK IN THE AFTERNOON


Após capturar a pequena Smoochum, Ariella seguia em direção ao norte da cidade, pois sua busca pelo assassino de sua avó ainda precisava ser desvendada, mas a moçoila ainda não poderia desistir. O assassino seria encontrado e julgado pelos crimes que cometeu. Enquanto a jovem seguia em direção ao norte, observou várias pessoas correndo em sua direção e elas estavam assustadas, pois supostamente alguma coisa grave deve ter acontecido. Audino e Ariella logo correram em direção ao centro da cidade para ver o que ocorria por lá.


Chegando por lá ela viu a ilha em caos quando observou um Stantler descontrolado e causando pânico por onde passava, aparentemente alguma coisa tinha acontecido e Ariella tentava entender o que se passava com o pokémon, mas se aproximar agora poderia ser fatal para ela. Conforme foi se aproximando aos poucos, algo surgia com ela. Ela já não estava mais na praça da cidade, mas sim em um local estranho. Era um hospital e logo observou uma mulher com um bebê no colo, mas o seu rosto estava borrado e não conseguia reconhece-la. — Mas, o que é isso? Que criança feia eu fui dar? Joguem-na no lixo, eu não quero ficar com essa coisa horrível! — Proferiu a mulher toda esnobe ao ver a criança que gerou. Os médicos lamentaram o ocorrido e logo pegaram a pequenina bebê e então rapidamente colocaram um nome na pulseira da pequenina. Eles pensaram e então decidiram que ela se chamaria Ariella que simplesmente significava leoa de Deus, pois a jovem teria que ter fibra e garra para aguentar os perrengues do futuro.

Quando Ariella observou aquela cena ela ficou em choque, o que era aquilo? Como assim ela estava vendo a si mesma naquela cena? O que estava acontecendo? — Eu fui adotada pela minha avó? Como ela pode mentir para mim por todos esses anos? — Dissera Ariella enquanto que lágrimas rolavam de seu rosto. Aquele sonho parecia ser tão real... O que eram aquelas lembranças? Ou aquele pesadelo?

Quando a jovem pode notar, acabou acordando ali no chão da praça enquanto que o Stantler ainda causava confusão pelo local. O que fora aquilo que ela sonhou? Seria obra daquele Stantler?

A jovem levantava-se e aproximava-se do pokémon e percebia que sua pata estava machucada e talvez por isso estivesse descontrolado. — Calma pequenino, eu sou uma criadora e irei cuidar da sua patinha. Só preciso que se controle... Irei ajuda-lo a ficar melhor. — Dissera sorrindo ao pokémon e logo acariciava o seu pelo enquanto acalmava-o. Aos poucos o Stantler ficava calmo e logo deixou com que a jovem fizesse os devidos procedimentos em sua pata. Ariella pegava a sua poção na mochila e logo espirrava o conteúdo na perna da rena.

O monstrinho pigarreou de dor, mas logo acalmou-se por completo e então a jovem pegava a gaze na sua mochila e começava a enrolar na patinha dele. — Pronto meu amor, você vai ficar ótimo logo, espero que consiga aguentar enquanto a gente não cheguemos no centro pokémon, você quer fazer parte da minha equipe? Irei cuidar e criar você, o que me diz? — Balbuciou Ariella enquanto sorria para o pokémon da ilusão. Stantler pareceu curtir a ideia da jovem e logo Ariella pegava uma esfera bicolor em sua mochila e então lançava no pokémon. Ela conseguiria captura-lo?


Adendos escreveu:• Dado de 2 Estrelas para um Pokémon de Swarm:
- Pokémon escolhido: Stantler
Link dos Dados: Aqui




• 1/4 pokémons salvados para o Primeio Broche!




avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Janna em Ter Jan 09, 2018 8:35 pm

AVALIAÇÃO
Sua trama não foi muito original, inclusive eu fiz uma igualzinha na minha rota há alguns dias atrás e reconheço isso. Não sei se essa foi a sua intenção, mas as capturas amigáveis exigem uma avaliação mais rigorosa.

Enredo: 2.0/5.0
Escrita: 3.0/5.0
Total: 5.0/10.0
Bom


Stantler vem ao nível 7.

Audino conseguiu 1 Nível nesta criação. Com isso está Nível 9.
avatar
Mensagens : 378

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Dom Jun 03, 2018 8:58 pm


O DESPERTAR ج
VERSUS YANMA


Algum tempo se passou na vida de Ariella, a jovem estava mais determinada do que nunca a conseguir o seu primeiro broche como Criadora, mas para este objetivo ser concluído a mesma precisaria encontrar uma nova forma de lidar com os mesmos. Portanto a mesma liberava o seu Stantler para fora da esfera bicolor. — Olá, Sven, tudo bem? Você está lindo hoje como sempre, o que acha de treinarmos por aí? Quem sabe não peguemos um novo amiguinho para você, Sweet e Aura brincarem? — Proferiu enquanto realizava um sorriso com a sua boca.

A criadora logo dá um abraço apertado e forte em seu parceiro, demonstrando o quanto ela lhe amava. O Pokémon estava cada vez mais contente de ter Ariella em seus braços, isso era muito afeto para tão pouco tempo juntos, mas não tanto como Ariella tinha uma afinidade ainda maior para com Audino.

A criadora decidia montar em seu Pokémon que logo carregou sua dona para uma floresta que estava ali. Como era de dia o movimento de alguns Pokémon selvagem era ainda maior e talvez pudesse ter alguns Pokémon precisando da ajuda da jovem. Logo ali em frente alguns barulhos foram ouvidos, mas para chegar até lá a mesma teve algumas dificuldades no caminho.

Primeiramente Ariella deparou-se com vários troncos jogados no chão, supostamente estavam ali de propósito para atrapalhar o trajeto dos selvagens e aquilo não era certo. — Sven me ajude aqui, precisamos tirar isso daqui para que os Pokémon possam caminhar livremente! Use um duplo Tackle para acerta-los. — Proferiu Ariella sorrindo e logo o Pokémon do tipo normal e criador de ilusões realizava o ordenado.

O Stantler logo retira todos os troncos do meio do caminho, liberando espaço para Ariella. — Obrigada pelo ótimo serviço meu amigo! Agora vamos lá seguir em frente, acho que ouvi alguma coisa! — Dissera Ari preocupada. A jovem saiu correndo junto de Sven até que pararam em uma grande teia desta vez.

Stantler decidiu utilizar de suas investidas para atingir a teia, quebrando-a e então liberando a sua passagem. — Deve ter muitos insetos por aqui, devemos ter cuidado Stantler... — Dissera preocupada, mas logo chegava ao seu destino final. Um Pokémon voador que parecia uma libélula estava ali e gritava de raiva. Provavelmente algum Pokémon havia deixado-a irritada.

Ariella decidiu aproximar-se, mas quase fora atacada pela Pokémon raivosa e agressiva. A jovem logo pega o seu apetrecho rubro para registrar as informações a cerca daquele Pokémon que aparentava ser bastante raro ao olhar de Ariella.


Yanma, a Pokémon Libélula. Yanma é capaz de ver 360 graus sem ter que mover os olhos. É um grande aviador que é perito em fazer paradas repentinas e virar o ar. Este Pokémon usa sua habilidade de voar para perseguir rapidamente a presa alvo.

Não restava dúvidas, um combate estava prestes a ser iniciado. — Vamos começar isso então, Leer e Astonish Sven! — Proferiu e logo o Pokémon fora atingido por uma investida. Sven logo fez uma cara maligna, amedrontando a pequena Yanma e isso fez com que a mesma tivesse sua defesa diminuída. Novamente a Yanma aproximava-se de Sven e lhe atingia com outra investida, golpeando-o em cheio. Sven logo usava o seu Astonish para golpear o inseto voador, acertando-o com o movimento do tipo fantasma e dando um dano maior por conta da defesa diminuída.

Ariella observava tudo bastante apreensiva, ela ainda estava tentando aprender o jogo daquela Pokémon e a maneira como ela agia em combate. — Duplo Tackle agora! — Finalizava enquanto logo pedia a sua Pokémon para utilizar o movimento contra o rival. A Yanma como estava sendo mais rápida graças a sua habilidade Speed Boost começava o embate usando o seu ataque rápido, golpeando Sven em cheio. O cervo logo cai no chão, mas se recupera com facilidade e pronto a ativa para acertar o rival com uma investida poderosa, levando a Yanma ao chão rapidamente.

A Pokémon então se levanta e golpeia o rival com mais um ataque rápido, o acertando com veracidade e fazendo-o se cansar um pouco. O Pokémon de Ariella finalizava o turno ao usar o seu investida mais uma vez, acabando com a vida da pequena Yanma e deixando-a no chão desmaiada. Ariella por fim lança uma esfera bicolor em Yanma, tentando captura-la.


Adendos escreveu:• Dado de 2 Estrelas para um Pokémon:
- Pokémon escolhido: Yanma
Link dos Dados: Aqui




avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Janna em Dom Jun 03, 2018 9:50 pm

AVALIAÇÃO
Houve um avanço desse para o último post. Está coerente e agradável. Você conseguiu passar para o leitor o que acontecia por ali, só senti falta um pouco da participação de Sven fora da batalha, mas fora isso está uma postagem interessante.

Enredo: 4.0/5.0
Escrita: 4.0/5.0
Total: 8.0/10.0
Muito Bom


Sven sobe ao nível 9.

Yanma é capturada, vem em nível 8.

Stantler's HP: 86%
Status: Poucos hematomas, porém resmunga.

avatar
Mensagens : 378

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Afrodite em Qui Jun 07, 2018 9:03 pm

Solicitando fechamento da rota e meu Despojo!
avatar
Feminino
Mensagens : 33

Criador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Sammy em Qui Jun 07, 2018 10:44 pm

FINALIZAÇÃO
Rota Finalizada como pedido. Boa sorte em sua próxima Aventura.


Ganlon Berry está pronta para ser enviada, você mesma pode coloca-la ou espere que eu mesma coloque!

Você pode avançar sua jornada pela Route 21 ou 22, você tem a total escolha de seu caminho.
avatar
Feminino
Mensagens : 499

Admin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo 01] O Despertar

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum